Radar meteorológico irá monitorar eventos naturais em 190 municípios

Equipamento deve entrar em funcionamento em 2014. Serão coletados dados referentes a frentes frias, ventanias, chuvas e granizo

Radar meteorológico irá monitorar eventos naturais em 190 municípios

Equipamento deve entrar em funcionamento em 2014. Serão coletados dados referentes a frentes frias, ventanias, chuvas e granizo

As ações de prevenção e resposta a eventos climáticos em Santa Catarina ganharam um importante reforço nesta terça-feira, 19 de fevereiro, com a assinatura da Ordem de Serviço para compra de um moderno radar meteorológico e o lançamento do Sistema de Prevenção e Mitigação de Desastres do Estado. O ato foi realizado por representantes do Governo do Estado na cidade de Rio do Sul e prestigiado pelo prefeito de Brusque, Paulo Eccel, juntamente com o diretor de Defesa Civil do município, Evandro de Melo do Amaral.

A previsão é de que o equipamento entre em funcionamento ainda no primeiro semestre de 2014, coletando dados e monitorando eventos naturais como frentes frias, ventanias, chuvas e granizo de 190 municípios, incluindo Brusque. O radar meteorológico será instalado na cidade de Lontras e irá cobrir cerca de 77% do Estado, abrangendo um raio de 200 quilômetros. O investimento da compra ultrapassa os R$ 7 milhões e o valor será pago com recursos do Fundo Estadual de Defesa Civil.

O secretário da Defesa Civil de Santa Catarina, Milton Hobus, destacou que o sistema é preciso e poderá informar inclusive a quantidade de chuva, detectando a formação de tempestades com até três horas de antecedência. Dessa forma, a população que reide em áreas de risco poderá ter mais tempo para se preparar ou deixar o local. “As pessoas precisam ter informações suficientes antes dos eventos climáticos para que possam se prevenir e minimizar os prejuízos”, ressaltou.

Atualmente, Brusque conta com o auxílio de um sistema de telemetria para prevenção de catástrofes e ações de resposta em caso de eventos climáticos. Por meio do software, a Defesa Civil do município pode acompanhar em tempo real o comportamento das águas e traçar estratégias de atuação, dando mais segurança à comunidade. O sistema trabalha em conjunto com as dez estações de telemetria instaladas ao longo do Rio Itajaí-Mirim e apresenta novas medições a cada dez minutos para prever a ocorrência de enchentes e emitir avisos de alerta aos moradores.

Prevenção
Além da implantação do radar, também está previsto no projeto de prevenção a sobrelevação das barragens de Taió e Ituporanga, e a criação de sete barragens de pequeno porte no Alto Vale. No Rio Itajaí-Mirim, serão construídas comportas e uma barragem de médio porte em Botuverá, com capacidade para até 16 milhões de m³. A previsão é de que todas as obras sejam concluídas dentro de cinco anos e, nessa primeira etapa, serão investidos cerca de R$ 600 milhões. As melhorias fazem parte de um amplo estudo desenvolvido em cooperação com a Agência Internacional Japonesa, JICA.



Fonte: Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Brusque
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio