Raimundo Colombo promete se reinventar no segundo mandato

Empossado ontem, o governador também destacou a economia do estado

Raimundo Colombo promete se reinventar no segundo mandato

Empossado ontem, o governador também destacou a economia do estado

O governador reeleito de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), tomou posse na noite de ontem na Assembleia Legislativa do estado, em Florianópolis. Ao lado do vice, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), Colombo prometeu se reinventar nos próximos quatro anos de mandato. Ele também destacou a economia do estado e garantiu que 65% dos recursos do Pacto por Santa Catarina serão aplicados até o fim de 2015.

“O perigo das reeleições é a tentação de fazer parecer rotina o que é algo grandioso. Estou aqui para desmentir essa lógica e quebrar o paradigma das reeleições. O curso natural dos novos mandatos não será obscurecido, em Santa Catarina. O que passou, passou. Teremos novos tempos, novas iniciativas, procuraremos novas inspirações”, afirmou.

Quando ressaltou a economia catarinense, Colombo disse que o estado é um exemplo para todo o país graças a produção variada. A força da agroindústria – líder nacional na produção de carne suína, de maçã, de cebola e de peixes – ganhou destaque nas palavras do governador. Além da economia, ele enalteceu também as áreas de educação e saúde. Na primeira, lembrou que Santa Catarina está entre os estados com menores taxas de analfabetismo e, na segunda área, mencionou a menor taxa de mortalidade infantil e o primeiro lugar em transplante de órgãos.

Ao longo do discurso de posse, o Pacto por Santa Catarina também foi abordado. Lançado em 2012, o programa visa adquirir, construir e reformar escolas, postos de saúde, rodovias, hospitais e demais serviços públicos. Colombo disse que 65% dos recursos do Pacto serão aplicados até o fim de 2015. Desde a implantação, 20% dos R$ 10 bilhões captados para o programa foram utilizados.

Reeleito com 51,36% para o segundo mandato, o lageano também deu posse ontem a 11 secretários. Outros cinco foram confirmados, mas ainda não foram empossados. Os brusquenses Valdir Rubens Walendowsky – presidente da Santur – e Maria Teresinha Debatin – presidente da Fundação Cultural Catarinense – devem seguir nos respectivos cargos em 2015. Segundo a assessoria de imprensa do governo do estado, a confirmação está prevista para os próximos dias.

40 mil pessoas acompanham posse de Dilma Rousseff

A presidente Dilma Rousseff (PT) também tomou posse no primeiro dia do ano para o segundo mandato à frente do país. Em cerimônia realizada à tarde na Esplanada dos Ministérios, que contou com 40 mil espectadores, Dilma destacou os quatro anos do primeiro mandato e falou sobre as melhorias para os próximos anos, incluindo a implantação de práticas políticas mais modernas, éticas e saudáveis.

“É isso que torna urgente e necessária a reforma política. Uma reforma profunda que é responsabilidade constitucional desta Casa, mas que deve mobilizar toda a sociedade na busca de novos métodos e novos caminhos para nossa vida democrática. Reforma política que estimule o povo brasileiro a retomar seu gosto e sua admiração pela política”, disse.

Em boa parte do discurso de posse, Dilma também abordou a situação econômica do país. Ela disse que as mudanças que o Brasil espera para os próximos quatro anos dependem muito da estabilidade e da credibilidade da economia. Segundo ela, mesmo em meio a um ambiente internacional de extrema instabilidade e incerteza econômica, o país colheu resultados positivos.

Durante a cerimônia, a presidente empossou os 29 ministros para os próximos anos. Destes, 20 chegam pela primeira vez à Esplanada, 15 já ocupavam o cargo e quatro mudaram de pasta.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio