Rede de Segurança Escolar deve atender 37 unidades de Brusque

Projeto, que visa integrar Polícia Militar e comunidade, recomeçou no final de fevereiro

Rede de Segurança Escolar deve atender 37 unidades de Brusque

Projeto, que visa integrar Polícia Militar e comunidade, recomeçou no final de fevereiro

Os policiais militares do 18º Batalhão de Polícia Militar, em Brusque, retomaram as atividades do Programa Rede de Segurança Escolar nas redes pública e privada no final de fevereiro. A meta é atuar em 37 unidades de ensino do município, realizando visitas e desenvolvendo ações preventivas em todas.

O programa foi criado pela Polícia Militar de Santa Catarina com a finalidade de tornar o ambiente escolar mais seguro para alunos e professores. O projeto desenvolve ações policiais junto à comunidade escolar, prestando serviços de apoio, de consultoria de segurança escolar, de assessoramento e de atendimento.

No 18°BPM, o programa foi institucionalizado pelo comando em 2017, e desde então vem sendo desenvolvido nas cidades de Brusque, Guabiruba e Gaspar.

A Rede de Segurança Escolar é coordenada pelo subcomandante do 18º BPM e chefe do Setor de Planejamento (P3),major Heintje Heerdt. Dois policiais compõem a Patrulha Escolar.

Ao longo do ano letivo de 2018, a Patrulha Escolar fará visitas diárias nas escolas. Num primeiro momento, a Patrulha Escolar faz uma reunião prévia com a diretoria e alguns funcionários da escola. Neste momento, é identificado os principais problemas e dificuldades enfrentados na unidade na área da segurança pública.

Num segundo momento, os policiais fazem um planejamento e como consultores de segurança. Retornam à escola para aplicar métodos de enfrentamento às adversidades apresentadas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio