Requerimento que pede o cumprimento da lei do acompanhante nos hospitais é aprovado

Ivan Martins diz que recebeu reclamações de que médicos não estão deixando as parturientes terem companhia na sala de parto

Requerimento que pede o cumprimento da lei do acompanhante nos hospitais é aprovado

Ivan Martins diz que recebeu reclamações de que médicos não estão deixando as parturientes terem companhia na sala de parto

Foi aprovado na noite desta terça-feira, 4, durante sessão da Câmara de Vereadores de Brusque, requerimento do vereador Ivan Martins (PSD) que solicita aos hospitais que realizam partos no município, que cumpram a Lei Federal 8.080/90, a qual prevê que as parturientes tenham direito a um acompanhante durante todo o período de trabalho de parto e pós-parto pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o vereador, várias pessoas o procuraram informando que, muitas vezes, os hospitais da cidade não estão cumprindo a lei e permitindo a entrada do acompanhante na sala de parto.

“Recebi reclamações de que alguns médicos proíbem acompanhantes durante os partos pelo SUS, no momento em que as mulheres mais se sentem inseguras. Os hospitais têm por obrigação deixar bem claro que a parturiente tem direito a um acompanhante e isso não tem acontecido”, diz.

O vereador Jean Pirola (PP), afirma que também recebeu reclamações sobre o assunto no município.

Martins destaca que, geralmente, as mulheres que fazem o parto pelo SUS são discriminadas, já que nas redes sociais aparecem muitos registros de fotos e vídeos do momento do nascimento de uma criança, entretanto, todas de famílias com boa situação financeira.

“Os mais pobres não colocam o registro do nascimento dos filhos nas redes sociais porque são discriminados e não tem o mesmo tratamento dos mais abastados. Ninguém pode ser discriminado, a lei é feita para todos”.

Integrante da equipe do Hospital Azambuja, o vereador Marcos Deichmann (PEN), se comprometeu em conversar com a administração do hospital para colocar esta lei em prática. “Não sabia desta lei, mas vou verificar como é feito no hospital e pedir para expor a legislação a todos os pacientes”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio