Reunião discute inclusão dos ciclistas no Plano de Mobilidade Urbana de Brusque

Fórum da Bicicleta se posicionou com intuito de participar da criação do projeto

Reunião discute inclusão dos ciclistas no Plano de Mobilidade Urbana de Brusque

Fórum da Bicicleta se posicionou com intuito de participar da criação do projeto

Membros do Fórum da Bicicleta de Brusque estiveram reunidos com a Secretaria de Trânsito e Mobilidade (Setram), o Instituto Brusquense de Planejamento (Ibplan), a Unifebe e outras entidades na última quarta-feira, 14, para avaliar o andamento do Plano de Mobilidade Urbana. O objetivo do encontro na Câmara de Vereadores foi verificar, principalmente, a inclusão do plano cicloviário no projeto.

“Temos que marcar presença, nós andamos de bicicleta, queremos um plano bem feito. Muitos querem contribuir, com sugestões teóricas, e nós viemos com a parte prática. Quem anda de bicicleta saberá se o plano será benéfico neste ponto”, afirma o coordenador do Fórum da Bicicleta de Brusque, Edson Hofmann.

Já existe um plano cicloviário desenvolvido por gestões anteriores da prefeitura, com uma malha cicloviária definida, mas ele precisa ser anexado ao Plano de Mobilidade Urbana.

Uma licitação será lançada para escolher a empresa que irá elaborar o plano. A prefeitura pretende elaborar e terminar o projeto ainda neste ano. Para isso, terá de definir a empresa responsável, promover audiências públicas e votar a matéria na Câmara de Vereadores rapidamente.

O Plano de Mobilidade Urbana de Brusque seguiu entre diversos entraves desde antes de 2016, quando houve um período de diversas trocas de gestões na prefeitura. O governo federal cobra que as prefeituras de municípios com mais de 20 mil habitantes aprovem seus planos até abril de 2019, após ter prorrogado o prazo em abril de 2016. Se não o fizerem, não terão mais acesso a recursos da União para saneamento e infra-estrutura.

Ações cotadas
Em setembro de 2017, algumas ações previstas estavam listadas. Entre elas, está a criação de um anel viário para tirar o trânsito de dentro da cidade; o prolongamento da avenida Beira Rio no lado do Jardim Maluche, eliminando a rotatória da Apae; a sequência da Beira Rio no bairro Santa Terezinha até a rua Teodoro Staack; alteração para sentido único dos bairros Santa Terezinha e Santa Rita; ligação da rua Axel Krieger, no São Pedro com o bairro Guarani, além da abertura de cinco novas vias na região do Santa Terezinha e Santa Rita.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio