Reunião define medidas após episódio com vídeo em transporte escolar de Guabiruba

Carteirinhas das escolas conveniadas com os ônibus precisam ser utilizadas a partir de terça-feira, 20

Reunião define medidas após episódio com vídeo em transporte escolar de Guabiruba

Carteirinhas das escolas conveniadas com os ônibus precisam ser utilizadas a partir de terça-feira, 20

Uma reunião na Câmara de Vereadores de Guabiruba definiu medidas de prevenção após o caso do vazamento de dois vídeos que mostram a reação de um motorista do transporte público escolar contra alunos que estariam causando tumulto no ônibus.

Além dos pais e responsáveis de alunos envolvidos na situação, estiveram presentes o prefeito Matias Kohler, a secretária de Educação Edna Maria Jasper e o policial militar responsável por rondas nas escolas do município, Marcos Urach.

A principal orientação às Escolas de Educação Básica (EEB) Professor Carlos Maffezzolli e Professor João Boos é a expedição das carteirinhas de estudante necessárias para o uso do transporte oferecido pelo município. O ano letivo havia começado em 7 de fevereiro para as duas escolas estaduais, mas os estudantes ainda não possuíam suas carteirinhas até o momento.

Até a próxima segunda-feira, 19, todos os alunos deverão ter suas carteirinhas para utilizá-las a partir da próxima terça-feira, 20. “O uso é obrigatório, quem não tiver a sua não poderá utilizar o transporte. Caso contrário, qualquer pessoa pode entrar no ônibus, e os motoristas não têm como saber quem é realmente estudante e quem não é”, explica o prefeito.

A secretária de Educação explica que os motoristas são orientados a confiscar as carteirinhas dos estudantes que causem tumulto. Desta forma, os pais são obrigados a recuperar a carteirinha junto aos responsáveis pelo transporte escolar ou na Secretaria de Educação, para que estejam cientes das ações dos filhos e para que possam voltar a ter acesso ao transporte.

“O motorista tem culpa, foi advertido e foi muito infeliz com o uso de palavrões. Eu também não gostaria se fosse com um filho meu. Mas ele tem uma história, já é efetivo conosco há 11 anos, não é nenhum rapaz. Para chegar a este nível, os alunos devem ter aprontado algumas”, declara a secretária.

Na reunião também foi distribuído um guia de transporte escolar aos pais, que contém informações sobre legislação, direitos e deveres do usuário. As informações também serão divulgadas dentro do transporte escolar e nas escolas.

Para o prefeito, apesar de todo o mal-estar causado, o episódio serviu de exemplo e de amostra do que realmente vem acontecendo no transporte escolar de Guabiruba. “Sabíamos de eventuais transtornos, porque é algo comum, são adolescentes e crianças. Mas não imaginávamos que houvesse situações tão graves como as vistas nos vídeos. Precisamos reagir e organizar junto com pais de alunos uma segurança adequada para todos”.

Relembre o caso
Um vídeo que mostra um motorista do transporte escolar de Guabiruba entrar em conflito com estudantes usuários do ônibus repercutiu nas redes sociais no fim de semana. O incidente aconteceu na linha do bairro Aymoré, na quarta-feira, 7.

No vídeo, é possível ver o motorista, que parou o ônibus, dar uma bronca nos estudantes, dando um aviso de que “esse ano não vai ser igual ao ano passado”. A gravação dá a entender que o motorista se irritou com a bagunça de usuários do transporte escolar.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio