Rodeio de Brusque reuniu mais de 10 mil pessoas nos quatro dias de festa

Em torno de mil pessoas competiram nas provas do evento

Rodeio de Brusque reuniu mais de 10 mil pessoas nos quatro dias de festa

Em torno de mil pessoas competiram nas provas do evento

A 32ª edição do Rodeio Crioulo Nacional do CTG Laço do Bom Vaqueiro reuniu mais de 10 mil pessoas durante os quatro dias de festa. O evento que iniciou na quinta-feira, 4, e encerrou no domingo, 7, contou com atrações para toda a família. Entre os pontos fortes, a organização destacou a participação de 144 equipes de quatro laçadores cada, ou seja, em torno de mil pessoas competiram nas provas.

Leia também: Moradores de Brusque e região criam animais silvestres em casa

Além disso, as atrações musicais tradicionalistas gaúchas também chamaram a atenção do público, que teve presença massiva. O organizador Aldevino Xavier Velho, conta que o diferencial nesta edição foi o espetáculo infantil Frozen, proporcionado pela Havan, na tarde de domingo. “É um evento que reúne muito as famílias, então tivemos esse cuidado em pensar em atividades para todas as idades”, comenta.

Segundo Velho, o que mais atrapalhou o evento foi o mau tempo, que espantou um pouco do público visitante. “Mas ainda assim, diante da atual situação financeira do país e observando que no estado tínhamos mais quatro rodeios ocorrendo simultaneamente, conseguimos um bom número de prestigiadores”, analisa.

A maior participação de equipes de laçadores foi dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. Para Verni Helmbrecht, 63 anos, que trabalha há 16 anos no rodeio, realizando as incrições de equipes, um dos motivos da presença do público no evento, é devido à reciprocidade de visitas de um CTG para o outro. “Brusque sempre está representado por alguém em outras cidades, por isso, eles também vem até aqui para nos prestigiar”, informa.

O evento que ocorre todos os anos junto ao aniversário do município, já é reconhecido como “o rodeio de Brusque”. “Mesmo sendo todo organizado pelo CTG Laço do Bom Vaqueiro, as pessoas já o conhecem como sendo da cidade. Isso agrega muito para o turismo macroregional e eleva o nome do município”, salienta Helmbrecht.

Nova diretoria

Para o próximo ano, o rodeio contará com uma nova organização, com a mudança da diretoria do CTG. A partir de hoje, novos integrantes assumem a diretoria, e buscarão inovar e trazer ainda mais novidades para o evento. O patrão tradiocionalista do CTG, Germano Hoffmann Filho, o Mano, explica que a nova gestão deve ficar à frente da equipe por mais dois anos.

Com o término do evento no fim da tarde de domingo, os integrantes da diretoria já começam a estudar a próxima edição. “Vamos observar os pontos fracos e fortes deste ano, copiar o que deu certo e acertar o que não saiu como esperado”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio