Rodoviária passa por reformas, mas reclamações continuam

Segurança e horários de ônibus são as principais reclamações de quem utiliza ou atua no terminal rodoviário de Brusque

Rodoviária passa por reformas, mas reclamações continuam

Segurança e horários de ônibus são as principais reclamações de quem utiliza ou atua no terminal rodoviário de Brusque

Desde julho do ano passado, o terminal rodoviário de Brusque está passando por reformas. O prédio está recebendo nova cor e o telhado foi todo melhorado. Mesmo assim, os problemas não cessaram.
Na manhã desta quinta-feira, 29 de março, a estudante Débora Garcez dos Santos, 17 anos, que mora em Nova Trento, acordou cedinho pois precisava ir a Itajaí. Pegou o ônibus às 7 horas, chegou em Brusque próximo às 8 da manhã, mas ao seu destindo final chegaria só próximo às 11 horas. Parte deste tempo, ela permaneceu sentada nas cadeiras do terminal rodoviário de Brusque, pois para Itajaí só havia ônibus às 9h40.
– Devia ter mais horários, porque olha o tempo que se perde fazendo nada – comenta a estudante. 
O taxista, Aldoir Antônio Fassini, 32 anos conta que outro fato preocupante é a segurança, pois o espaço atrás da rodoviária fica completamente escuro durante a noite, e é destino de muitos carros na madrugada. 
– Às vezes, quando chegamos para trabalhar, alguns carros e pessoas ainda estão no local. Isso acontece principalmente no fim de semana e nesses dias acontece de tudo, de uso de bebida a espaço para namorar. Tem um segurança, mas acho que não é suficiente – afirma.
De acordo com o coordenador da rodoviária, Everaldo Boos, uma guarita será instalada para fechar o espaço durante a noite. Mas sobre os poucos horários de ônibus, ele diz que a prefeitura não pode interferir.
** Confira mais detalhes na edição impressa do Jornal Município Dia a Dia de 30 de março, sexta-feira.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio