S.O.S Cárdio assumirá gestão do Hospital e Maternidade de Brusque

Homologação da venda das operações será realizada nesta quarta-feira, 6

S.O.S Cárdio assumirá gestão do Hospital e Maternidade de Brusque

Homologação da venda das operações será realizada nesta quarta-feira, 6

O hospital S.O.S Cárdio, de Florianópolis, foi o vencedor do procedimento de venda direta dos equipamentos do Hospital e Maternidade de Brusque (HEM), promovido pela Justiça do Trabalho do município. Na manhã desta quarta-feira, 6, será realizada audiência para homologação da compra, que culminará na reabertura da instituição hospitalar em 2018.

Neste ano, a 1ª Vara do Trabalho de Brusque iniciou a mediação de um acordo entre interessados em assumir a gestão do HEM. Isso teve origem por causa de ações trabalhistas movidas por ex-funcionários, que exigiam receber direitos não pagos.

Nesse procedimento, o juiz Helio Henrique Garcia Romero determinou a penhora dos bens móveis do hospital, como garantia a pagar esse passivo trabalhista. Um edital foi lançado em setembro para venda dos bens.

Houve quatro empresas interessadas, dentre elas a S.O.S Cárdio. “Depois de uma negociação intensa apareceu um vencedor, entre aspas. Houve um consenso entre todos os interessados”, afirma o juiz.

Na manhã desta quarta a compra será homologada por R$ 1,5 milhão, pagos em dez vezes, valor mínimo previsto no edital. Com isso, as operações serão retomadas, com um novo CNPJ, pelo S.O.S Cárdio, que poderá manter ou não nome do hospital.

Segundo o magistrado, já existe um projeto para reabertura parcial do hospital a partir de janeiro de 2018, e em quatro meses estima-se que esteja em pleno funcionamento.

Para participar da venda direta, a empresa teve ainda que apresentar uma carta de anuência da Comunidade Luterana, proprietária do terreno e das edificações onde se encontram os bens. Também consta a obrigação de continuidade da prestação de serviços médicos no local.

A venda por R$ 1,5 milhão diz respeito apenas aos bens móveis, especialmente os equipamentos. O prédio continuará a ser da Comunidade Luterana, e diversos equipamentos que estão no HEM em comodato não estão incluídos. O S.O.S Cárdio terá, portanto, que negociar cada comodato e a questão do uso do imóvel à parte.

O S.O.S Cárdio, especializado em patologias cardíacas, funciona em Florianópolis com 56 leitos de internação, 19 leitos de UTI, um bloco cirúrgico com cinco leitos. Possui 350 profissionais e existe há mais de 20 anos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio