Sala de vacinas está fechada desde dezembro

Mãe informou ao Município Dia a Dia que desde o fim de novembro tenta vacinar sua filha no local, mas não consegue

Sala de vacinas está fechada desde dezembro

Mãe informou ao Município Dia a Dia que desde o fim de novembro tenta vacinar sua filha no local, mas não consegue

As crianças do bairro Santa Terezinha estão com dificuldades para se vacinar. Uma mãe, que preferiu não se identificar, afirma que desde o fim do mês de novembro tenta vacinar a filha, prestes a completar um ano e cinco meses, mas sem sucesso.

De acordo com ela, a primeira vez que procurou a unidade de saúde do bairro foi no dia 28 de novembro, quando a filha completou um ano e três meses, porém, a responsável pela sala de vacinas do local não estava e nenhum outro profissional poderia aplicar a dose. “Fui pra casa, e retornei alguns dias depois, mas ainda não podiam dar a vacina. Fui várias vezes lá antes do recesso, e nada, sempre tinham uma desculpa”, conta.

A mãe afirma que na semana passada chegou a procurar a unidade de saúde do bairro Santa Rita, já que há quase dois meses a filha está sem vacina, mas mais uma vez ela não conseguiu a dose. “O posto estava muito cheio, e como a prioridade é para os moradores do Santa Rita, nem fui atendida direito. Eles me informaram que até poderiam vacinar, mas precisavam de uma requisição do posto de Santa Terezinha. Ali, a funcionária me disse que eu poderia levar no posto do Maluche, que lá eles estavam vacinando, mas eu cheguei lá e a funcionária também estava em férias”, diz.

 Sala de vacina da unidade volta a atender na quinta-feira, 22. Foto Divulgação
Sala de vacina da unidade volta a atender na quinta-feira, 22. Foto Divulgação

A Secretaria de Saúde de Brusque informou que por motivo de saúde a servidora que desempenha as funções da sala de imunização se ausentou do trabalho após o dia 8 de dezembro, por isso, a sala de vacinas do bairro ficou fechada, já que não havia possibilidade de substituição. “No retorno das atividades neste ano, a sala continuou fechada porque a funcionária está em férias até o dia 22 de janeiro. A partir desta data, a situação será normalizada e a sala de vacinas do bairro será reaberta”, diz a secretária de Saúde, Ana Ludvig.

Segundo ela, durante todo o período da sala fechada, os pacientes que procuraram o serviço foram encaminhados para a unidade de saúde do bairro Planalto. “No Planalto, todos foram prontamente atendidos”, diz.

A secretária ressalta ainda que durante as férias coletivas da prefeitura, houve plantão na sala de vacinas da unidade central, na Praça da Cidadania. “O plantão funcionou das 8h as 22h, onde este e outros serviços estiveram disponíveis a toda a população. Neste período, foram realizadas cerca de 1.200 vacinas”.

No entanto, a mãe afirma que não foi avisada do plantão durante as férias. “Esta semana quando fui ali, elas me falaram que eu poderia ter ido no plantão no Centro, perguntaram se eu não li o cartaz que foi colado na porta, mas elas poderiam muito bem ter me avisado, é obrigação delas, a minha revolta não é só por causa do problema com a vacina, mas principalmente a forma como somos atendidos naquele posto”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio