Samae inicia substituição da rede

Com a duplicação da SC-486, autarquia realiza recuo da rede de água e troca tubulação por diâmetros maiores

Samae inicia substituição da rede

Com a duplicação da SC-486, autarquia realiza recuo da rede de água e troca tubulação por diâmetros maiores

Mais uma etapa da duplicação da rodovia Antônio Heil (SC-486), no trecho de Brusque, está em andamento. Agora, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) realiza, paralelo às obras de alargamento da via, o deslocamento da rede de água. O presidente do Samae, Rogério Ristow, diz que a execução do serviço se deu há duas semanas. “Estamos fazendo o necessário para auxiliar no andamento da duplicação”, afirma.

O engenheiro responsável pela obra, Cleo Quaresma, diz que o projeto está sendo realizado dentro das expectativas. Até o momento, ele afirma que os moradores têm sido atenciosos com a equipe de trabalho. “Não encontramos nenhum problema, a não ser com a parte da desapropriação. Mas as obras seguem em ritmo normal. Nossa intenção, com o recuo da rede de água, é deixar o trecho – bem na divisa com Itajaí – pronto até o verão, para que os comerciantes daquele local sejam beneficiados também”, diz.

Segundo o diretor operacional do Samae, Modesto Vequi, com o recuo das redes de água para a lateral, a autarquia aproveitou para aumentar o tamanho da tubulação. Atualmente, ele conta que existe no trecho, tubulação com diâmetro de 32 mm, 40 mm e 60 mm. “Estamos refazendo e recalculando o tamanho desses tubos. Então, onde existe tubulação de 32 mm e 40 mm, estamos implantando uma rede de 60 mm. Nos locais que tem a rede de 60 mm, colocamos de 85 mm”, conta.

Essa readaptação e aumento da tubulação é uma maneira de prever o crescimento futuro daquela região. “Além disso, no trecho da entrada do bairro Limeira até a casa de bombas que abastece o loteamento Planalto, substituiremos a rede de 100 mm por 150 mm, para aumentar a vazão de água”, explica Vequi.

O diretor operacional revela que até 2011 essas regiões sofriam com problemas de abastecimento de água. “Melhoramos o sistema e agora, com essas substituições, certamente ficará bastante eficiente para abastecer toda a região”, diz.

Vequi salienta que o objetivo do Samae é minimizar os problemas de falta de água no trecho em que ocorrem as obras de duplicação da rodovia. “Sabemos que essas obras geram certos aborrecimentos na população, pois precisamos desligar o abastecimento durante o dia, mas a noite volta a funcionar normalmente”, diz.
Andamento da obra
O engenheiro responsável pela obra de duplicação, Cleo Quaresma, diz que uma parte da obra ainda aguarda pela liberação dos postes da Celesc. “Na próxima semana provavelmente eles encerram esse recuo dos postes de energia elétrica também”.

Ele conta que estão concluindo os desvios do trecho para fazer as fundações para construção dos viadutos. “Parece que serão quatro. Dois na frente da empresa Irmãos Fischer e os outros na frente daquele monumento de entrada da cidade”, diz Quaresma.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio