Santuário de Azambuja organiza curso de teologia para leigos

Inscrições devem ser feitas na secretaria paroquial até o dia 6 de março

Santuário de Azambuja organiza curso de teologia para leigos

Inscrições devem ser feitas na secretaria paroquial até o dia 6 de março

Um curso com duração de dois anos ensinará teologia para leigos, no bairro Azambuja. Ele é o primeiro do tipo organizado no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio de Azambuja e está alinhado com o Plano Pastoral da Arquidiocese. Neste ano, seguindo as orientações do papa Francisco aos bispos brasileiros, o foco do grupo é a formação nos mais diferentes níveis.

A atenção com a qualificação de leigos vem sendo intensificada desde novembro do ano passado, no chamado Ano do Laicado. O bispo de Caçador, dom Severino Clasen, é presidente da Comissão Episcopal Especial que comanda a programação.

Na avaliação do padre Eder Celva, a Escola de Teologia para Leigos atende uma demanda local. Ele coordena o curso, além de um grupo de apoio responsável pelo acompanhamento do projeto. Segundo o padre, o “compromisso com a busca por conhecimento” é um desejo que todos deveriam ter.

Ele destaca o “papel libertador da formação”, com a maior conscientização, interação e preparo dos participantes. “O papel da teologia é fazer crescer a fé na adesão radical a Jesus Cristo, levando em conta tudo aquilo que temos e somos.”

Foco na formação
Há cerca de 13 anos, o missionário André Vilela participou de formação semelhante na Paróquia São Luís Gonzaga, no Centro. Na época, ele buscou o local por ser a única alternativa encontrada para se aprofundar sobre o tema. Pouco tempo depois de sua formação, o processo foi encerrado no local.

Desde lá, ele percebeu um aumento no interesse sobre o tema entre os jovens da região. Com a formação disponível no Azambuja, ele acredita em um aumento ainda maior desse interesse. Entre os coordenadores da proposta, destaca a velocidade de formação e o conhecimento gerado durante os dois anos de duração.

A qualidade do ensino e o reflexo disso no desenvolvimento pessoal são indicados como focos por Vilela. Uma das preocupações, afirma, é com a utilidade do conhecimento para o currículo escolar e realização dos participantes. “Nosso principal objetivo é formação. Precisamos formar os leigos, preparar as pessoas para a catequese, os integrantes de pastorais, despertar vocações. A igreja está preocupada com os filhos de Deus e isso me deixa muito feliz.”

As aulas devem ocorrer no anfiteatro do santuário ou na sala de reuniões, dependendo do número de inscritos. O total de alunos é limitado a 300 pessoas. Para participar é preciso ter concluído a Crisma e ter idade superior aos 15 anos.

As inscrições devem ser feitas na secretaria paroquial até o dia 6 de março e as aulas começam no dia 8. Elas serão todas as quintas-feiras, a partir das 19h30. A mensalidade é de R$ 25.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio