SC inicia estudo para avaliar a cobertura vacinal contra a febre amarela

O objetivo é verificar a situação dos habitantes acima dos nove meses e abaixo de 60 anos de idade

SC inicia estudo para avaliar a cobertura vacinal contra a febre amarela

O objetivo é verificar a situação dos habitantes acima dos nove meses e abaixo de 60 anos de idade

Nesta segunda-feira, 13, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) dará início ao Monitoramento Rápido de Cobertura (MRC) da vacina contra a febre amarela em todos os 162 municípios catarinenses que integram a Área com Recomendação para Vacinação (ACRV). O objetivo é verificar a situação vacinal contra a febre amarela dos habitantes acima dos nove meses e abaixo de 60 anos de idade, uma população estimada em 500 mil, conforme IBGE (2010). Durante esta ação, quem não estiver imunizado será vacinado.

A metodologia do MRC foi apresentada aos secretários municipais de saúde na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) no dia 23 de fevereiro, e definida em uma videoconferência realizada no dia 6 de março entre as equipes de imunização, Vigilância das Zoonoses e Atenção Básica das Gerências Regionais de Saúde e dos municípios com ACRV. “Trata-se de uma atividade de campo recomendada pela Organização Pan-Americana de Saúde para supervisão das ações de vacinação”, explica a enfermeira Vanessa Vieira da Silva, gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Até o dia 24 de março, residências desses municípios serão visitadas por agentes comunitários de saúde para resgatar indivíduos não-vacinados, garantindo a prevenção e o controle da doença. “Essa estratégia é fundamental para protegermos a população de nosso estado contra a febre amarela”, pondera Vanessa. Ao final, o MRC revelará a real cobertura e servirá de base para o planejamento de ações específicas de campanhas nas áreas que tenham baixos índices vacinais.

Quem se deslocar para um desses municípios que integram as Áreas com Recomendação de Vacinação em uma dessas cidades catarinenses ou em outros estados, também deve se imuzinar com pelo menos dez dias antes da viagem. De janeiro até o dia 6 de março, 39.525 pessoas foram vacinadas contra febre amarela em Santa Catarina, um aumento de 38% em relação as 28.678 doses aplicadas no mesmo período do ano passado.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio