Sebrae faz diagnóstico turístico de Botuverá

Prefeitura quer explorar turismo para aumentar a arrecadação

Sebrae faz diagnóstico turístico de Botuverá

Prefeitura quer explorar turismo para aumentar a arrecadação

Com tantas belezas naturais, como as trilhas ecológicas no Parque Nacional da Serra do Itajaí e as cavernas, Botuverá tem um potencial turístico inexplorado, na visão do prefeito José Luiz Colombi, o Nene. Para mudar isto, ele participou de reunião neste mês com representantes do Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae) para tratar da criação de um Projeto Integrado de Turismo para o município.

Segundo Nene, na reunião foi dado o pontapé inicial para a criação deste projeto. No entanto, existem algumas fases burocráticas a serem vencidas. A primeira delas é orçamentária. O Sebrae irá elaborar um diagnóstico do potencial de turismo que a cidade possui e apresentar um relatório para a prefeitura, que, então, avaliará se é viável economicamente a execução do planejamento.

“Já tinha feito contato com o Sebrae no ano passado para fazer este projeto integrado para Botuverá”, diz o prefeito Nene. Na reunião do dia 17 de março, ele e os representantes do Sebrae visitaram vários pontos turísticos botuveraenses, para que os visitantes os conhecessem.

De acordo com o prefeito, o objetivo com a criação do Plano Integrado de Turismo é fomentar o turismo no município e, com isso, aumentar a arrecadação.

Recentemente, as cavernas de Botuverá apareceram no programa Globo Repórter, o que gerou um interesse de gente que nunca viu as estalactites e estalagmites de perto. A ideia é canalizar esta mídia espontânea.

A prefeitura já tomou algumas medidas relacionadas ao turismo. A licitação para a concessão da Casa Colonial está aberta. No local, devem ser servidas comidas típicas para os turistas. O prefeito diz que também planeja fazer um portal na entrada da cidade, com um mapa para os turistas.

Diagnóstico turístico

Alcides Cláudio Sgrott Filho, coordenador regional do Sebrae da Foz do Rio Itajaí, explica que a entidade irá fazer um diagnóstico completo do turismo em Botuverá, não só com o mapeamento, mas também com o levantamento de informações. “Tem muita coisa para ser explorada”, afirma.

Segundo Sgrott Filho, o diagnóstico deverá ficar pronto dentro de duas a três semanas para a apresentação ao prefeito. Se aprovado, o próximo passo é um plano de ação. O coordenador ressalta que se trata de uma conversa preliminar, mas que tem muito potencial para render frutos.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio