Secretaria de Obras de Brusque tem novo local

Localizado no bairro Nova Brasília, o local será alugado por cerca de R$ 20 mil mensais e também abrigará o depósito

Secretaria de Obras de Brusque tem novo local

Localizado no bairro Nova Brasília, o local será alugado por cerca de R$ 20 mil mensais e também abrigará o depósito

Desde os anos 70 com sede na área central da cidade, a Secretaria de Obras se despedirá do espaço nos próximos meses. A previsão é de que a partir de novembro comece o deslocamento da estrutura física e de pessoal para o bairro Nova Brasília. O novo terreno tem 12 mil metros quadrados e também será utilizado como novo depósito – o atual está localizado no terreno em frente ao hipermercado BIG, no Centro.

Desobstrução do trânsito das ruas próximas à atual sede – rótula do anfiteatro da Unifebe, por exemplo – e modernização da infraestrutura. Estes são os objetivos da troca de sede, segundo o titular da pasta, Gilmar Vilamoski. O espaço físico atual, afirma, é precário e não atende a crescente demanda da cidade. Além disso, três dos quatro lotes em que foram divididos os cerca de 8 mil metros quadrados da atual sede foram vendidos pela prefeitura.

“Nós prejudicamos o trânsito com os nossos mais de 100 equipamentos que entram e saem daqui. Quando a secretaria foi instalada não se pensou que a cidade pudesse se expandir tanto e que o centro se estendesse para essa região. Aqui estamos sufocados. Mas como tudo cresceu, nós tivemos de encontrar um local adequado para receber tudo o que temos sem prejudicar a população. Nossa próxima sede será moderna e compatível com a cidade”, afirma.

Como o terreno será alugado, o proprietário está reformando o local para adequar às necessidades da Secretaria de Obras. O espaço físico que receberá os mais de 400 funcionários tem cerca de 2.500 metros quadrados e está em fase final de acabamentos e pinturas. Vilamoski acredita que a migração das estruturas será finalizada em janeiro.
Depósito

Tubulação para drenagem, tijolos, areia, madeira e brita são alguns dos materiais de construção civil colocados ao longo de 30 anos no depósito da Secretaria de Obras, localizado no terreno em frente ao hipermercado Big, no Centro. O espaço pertence à comunidade Luterana e custa R$ 640,00 mensais aos cofres públicos – valor simbólico, segundo Vilamoski.

“Como o espaço é muito grande, ele foi ocupado de uma maneira aleatória, por isso que os materiais estão espalhados. A partir do momento em que migrarmos para o outro terreno, que será mais restrito, terremos uma nova organização. Quando alguém tem muito espaço, acaba espalhando conforme a disponibilidade. Agora, quando for menor, será tudo encaixadinho e organizado. Cada material terá o seu espaço”, diz.

O secretário ressalta ainda que a desapropriação do terreno não tem relação com o interesse da multinacional Landis Forest City em construir um shopping center no local.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio