Secretaria de Obras inicia demolição de garagem em condomínio da Travessa Dom Joaquim

De acordo com o secretário, trabalhos no local devem ser concluídos no fim da próxima semana

Secretaria de Obras inicia demolição de garagem em condomínio da Travessa Dom Joaquim

De acordo com o secretário, trabalhos no local devem ser concluídos no fim da próxima semana

As obras de demolição da garagem de uma das residências do condomínio Travessa Dom Joaquim iniciaram no fim da semana passada. No local, máquinas da Prefeitura de Brusque trabalham para resolver o problema de alagamentos na via, que impacta, principalmente a moradora Laura Smanioti, que desde o ano passado convive com o esgoto a céu aberto no pátio de sua residência.

A obra foi uma determinação da Justiça, já que, segundo a prefeitura, a garagem foi construída de forma irregular e era a causadora dos alagamentos. A prefeitura entrou em contato com o proprietário do imóvel para fazer a obra, entretanto, não houve consenso. A administração, então, entrou com um pedido na Justiça para realizar o trabalho.

Veja mais:
TJ-SC nega recurso da prefeitura e manda preservar casarão de Dom Joaquim

Entidades discordam de nome escolhido pela prefeitura para praça do Souza Cruz

Brusque assina termo de cooperação com a prefeitura para utilização do Complexo Chico Wehmuth

A liminar em favor da prefeitura foi concedida em abril. Quase um mês depois a Secretaria de Obras conseguiu dar início a obra. De acordo com o secretário Ricardo de Souza, os servidores da prefeitura encontraram um solo bastante instável no local, que é de difícil acesso.

O secretário explica que antes de chegar efetivamente no problema, que é a tubulação, foi encontrada uma cratera embaixo da casa que fica ao lado da garagem. “Certamente, se não tivéssemos feito essa incursão, a casa ia cair, mais cedo ou mais tarde. Era uma tragédia anunciada”, diz.

A expectativa do secretário é que até sábado encerre a primeira fase da obra. “Estamos tomando todos os cuidados, trabalhando com muita cautela, pois as máquinas ficam muito próximas às casas”.

Depois, será implantada a nova tubulação de um metro de diâmetro, e os estragos causados pelas máquinas consertado. “Se o tempo colaborar, acredito que até o fim da semana que vem teremos a obra toda concluída e o problema dos alagamentos resolvido”.

Filha do proprietário do imóvel que teve a garagem demolida, Sirlei Goulart diz que a obra tem causado muitos transtornos para os moradores do condomínio. Ela espera que o problema seja resolvido e todos os danos causados com a obra custeados pela prefeitura.

“Desde o início falamos que a garagem não era a culpada, tanto que eles abriram ali e acharam a cratera. Eles falaram que vão se responsabilizar pelos danos, mas é um grande transtorno. Agora, a única certeza que eu tenho é que a culpa não é da garagem, tanto é que a tubulação passava ao lado e estava intacta”.

Veja mais:
Presidente do Hospital Dom Joaquim se reúne com secretário de Saúde do governo do estado

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Tribunal de Justiça nega recurso a assassino de Bianca Wachholz

Roselane Rodrigues é proprietária da casa onde foi encontrada a cratera. De acordo com ela, durante o período de obras, todo o cuidado é pouco dos moradores, já que as máquinas estão muito próximas. “Por enquanto não sentimos nada de diferente na estrutura das casas como rachaduras, mas estamos todos muito atentos”.

O secretário informa que um engenheiro civil foi chamado pelas famílias para avaliar a situação e que a pasta está tomando todas as precauções para evitar maiores transtornos e resolver o problema.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio