Secretário estadual visita Hospital Azambuja e se compromete a agilizar credenciamento

Hospital quer aval do governo do estado para realizar cirurgias bariátricas e de alta complexidade

Secretário estadual visita Hospital Azambuja e se compromete a agilizar credenciamento

Hospital quer aval do governo do estado para realizar cirurgias bariátricas e de alta complexidade

O secretário de Estado de Saúde, João Paulo Kleinübing, esteve ontem no Hospital Azambuja para tratar do credenciamento do estabelecimento para a realização de cirurgias de alta complexidade. Apesar da visita, Kleinübing não deu prazo de quando será possível o cadastramento da casa de saúde para este tipo de serviço.

O Hospital Azambuja já busca há alguns meses que o governo estadual credencie a instituição como local adequado para operações de redução de estômago (bariátricas) e de alta complexidade nas áreas ortopédica e oncológica (câncer). O hospital adquiriu no fim do ano passado equipamentos para as bariátricas. Foram investidos aproximadamente R$ 700 mil, além da contratação de novos profissionais. Já há duas operações marcadas para março por meio de convênios, mas ainda falta o governo estadual encaminhar a papelada para que a casa de saúde possa fazer este trabalho pelo SUS.

O caminho para que o Azambuja possa fazer as cirurgias pela rede pública de saúde é burocrático. Precisa, primeiro, que a Secretaria de Saúde Brusque dê o pontapé inicial. Então, o governo estadual manda os documentos para o Ministério da Saúde, que avalia o caso e responde.

Na prática, a reunião de ontem entre o administrador do hospital, Fabiano Amorim, e o secretário de Estado da Saúde serviu para pedir mais apoio neste processo que tende a ser demorado. “Ele não deu prazo [para o credenciamento]”, esclarece.

“Temos totais condições de realizar em Brusque todas essas cirurgias, pois temos equipamentos e profissionais para atender essa demanda. No caso das cirurgias oncológicas, já realizamos alguns procedimentos para ‘desafogar’ o hospital Santo Antônio, de Blumenau, mas precisamos do credenciamento oficial para atender mais pessoas e receber por esses procedimentos”, afirmou Amorim.

Kleinübing garante que irá se empenhar no credenciamento oficial do Azambuja. “Podem contar comigo nesse processo de credenciamento, pois sabemos da necessidade dos pacientes e queremos evitar filas e garantir a saúde das pessoas. Vou verificar pessoalmente os andamentos das solicitações das cirurgias bariátricas e de ortopedia, e as oncológicas já estão encaminhadas neste momento através do Santo Antônio”, disse o secretário estadual.

Mais recursos

O secretário também anunciou na reunião de ontem que o governo estadual liberou R$ 40 milhões para a Secretaria de Estado de Saúde. Com isso, a pasta poderá quitar antigos débitos e pagará R$ 150 mil ao Azambuja. De acordo com Amorim, o dinheiro será enviado à Prefeitura de Brusque na semana que vem e então irá para o hospital.

Amorim também aproveitou a presença do secretário de Estado de Saúde para solicitar apoio financeiro para a reforma do hospital. De acordo com o secretário Kleinübing, não será possível destinar recursos para grandes obras até o fim do ano porque o cronograma da secretaria já está preenchido. Além disso, trata-se de ano eleitoral, quando a transferência de recursos financeiros é bem mais restrita do que em anos normais.

No entanto, o secretário de Estado da Saúde comprometeu-se com a direção do Hospital Azambuja a liberar R$ 2 milhões para reformas no centro cirúrgico. A vinda de Kleinübing a Brusque foi comemorada por Amorim. Segundo ele, há muitos anos a cidade não recebia a visita de um secretário estadual.

Além da reunião, Kleinübing conheceu as estrutura da Unidade de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico, Pronto Socorro e Centro de Imagem. Participaram da reunião também a secretária de Saúde de Brusque, Ivonir Zanatta Webster, a Crespa, e os demais membros da direção do Azambuja.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio