Sem quatro titulares, Bruscão vai na raça contra o São José (RS) pelo Brasileirão Série D

João Carlos, Eurico, Max e Carlos Alberto não estarão disponíveis para o confronto de volta da segunda fase

Sem quatro titulares, Bruscão vai na raça contra o São José (RS) pelo Brasileirão Série D

João Carlos, Eurico, Max e Carlos Alberto não estarão disponíveis para o confronto de volta da segunda fase

Se quiser fazer história no Brasileirão Série D, o Brusque terá de superar suas limitações no estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre (RS). Para o confronto contra o São José (RS), que pode marcar a primeira classificação do clube às oitavas de final da competição, o técnico Jersinho não contará com pelo menos quatro titulares.

Além das ausências de João Carlos e Eurico, por suspensão automática, e Carlos Alberto e Max, lesionados, o meia Mazinho também é dúvida e passou a semana na fisioterapia. A equipe vai para a capital gaúcha com a vantagem da vitória por 2 a 1.

Qualquer empate dá a vaga para as oitavas ao time brusquense. Já uma derrota simples por 1 a 0 classifica o Zequinha, porque o gol marcado fora de casa é levado em consideração. Novo 2 a 1 leva a partida aos pênaltis, derrotas por um gol de diferença acima de 2 a 1 classificam o Quadricolor e qualquer vitória do time gaúcho por uma diferença acima de um gol o classifica. O duelo será sábado, 15, a partir das 15h.

Bom aproveitamento no Passo d’Areia
O Brusque tem 100% de aproveitamento no estádio gaúcho. Foram dois jogos e duas vitórias. O primeiro, em 2009, foi válido pelo Brasileirão Série D, em que o quadricolor derrotou o Zequinha por 4 a 2. Na segunda partida no estádio, pela Série D de 2011, nova vitória, mas dessa vez contra o Cruzeiro (RS) por 1 a 0.

Feito com gramado artificial, o estádio dará novos desafios ao elenco acostumado com a grama natural. Por isso, Jersinho trabalhou durante a semana em campos sintéticos do município. Ontem o grupo treinou na quadra da Sociedade Esportiva Bandeirante.

Para o técnico, o elenco será capaz de surpreender o adversário, mesmo com o desfalque de atletas importantes. “A plataforma tática será a mesma, vamos apenas encaixar as peças em cada situação. É um time feito para jogar, portanto vamos para tentar marcar um gol logo nos primeiros instantes, o que dificultaria muito a vida do adversário. Nossa vantagem é mínima e por isso temos que nos doar em campo”, completa o técnico.

Na onda do imperador

Com boas atuações, Carlos Magno segue no time principal. Foto: Cristóvão Vieira

Carlos Magno terá a titularidade pelo segundo jogo consecutivo. É bem verdade que o atleta vem conseguindo estas oportunidades devido a lesão de Max, mas é certo afirmar que ele vem cumprindo bem a função de meia. Embora não tenha guardado o seu golzinho, o jogador é responsável por muitas assistências e distribuições de jogadas.

Sobre as chances que vem tendo, Carlos Magno explica que isso significa que é importante já que o elenco é prestigiado. “O grupo tem muitos jogadores de qualidade. A gente fica sentido pela lesão do Max, mas o futebol tem dessas coisas. Temos que dar continuidade e buscando melhorar cada vez mais”. Sobre a partida, ele diz que o grupo não quer pensar no gol sofrido, e sim na possibilidade de vencer o adversário. “A gente sabe que vacilou ao tomar aquele gol, mas a cabeça agora é no resultado positivo para classificar”, completa.

Além de Carlos Magno, o meia Wagner Libano entrará jogando. Para a posição de João Carlos, Marcos Vinicius será o substituto. Também no meio, Mazinho deve entrar, mas caso não tenha condições o escolhido será Luizinho, da base. O time deve ir com: Dida; M. Vinicius, Lucas Costa, Neguete e Ronaell; Valkenedy, Mazinho (Luizinho), Wagner Libano e Carlos Magno; Wilson Jr. e Careca.

Estão pendurados: Careca, Marcos Vinicius, Carlos Magno, Neguete. Apita a partida o paulista Ilbert Estevam, com auxílio dos também paulistas Evandro Lima e Ricardo Lanutto.

Como vem o adversário
O Zequinha tem o certo desfalque de Fidelis, que foi expulso após levar dois cartões amarelos no Augusto Bauer. Mas agora, o time quer contar com o bom retrospecto dentro de casa. Nas três partidas jogadas até aqui, foram três vitórias – duas, inclusive, pelo elástico placar de 4 a 0. Marcar no Passo d’Areia não é fácil, já que o São José ainda não sofreu gols em casa nesta edição do Brasileirão Série D. Os adversários devem começar o jogo com: Mikhael; Bruno, Everton, Icaro e Eduardo; Kelvin, Diego Torres, Guedes e Claylton; Rafinha e Mateus.

Acompanhe o jogo em tempo real
Acompanhe amanhã o jogo contra o São José em tempo real pelo portal omunicipio.com.br, com minuto a minuto de todos os lances da partida, a partir das 15h45.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio