Setrat goleia e avança em primeiro no grupo C. No D, Floripa elimina Dom Nelson faltando dez segundos para o fim

Últimos classificados da primeira fase foram definidos em jogos eletrizantes na Arena Brusque

Setrat goleia e avança em primeiro no grupo C. No D, Floripa elimina Dom Nelson faltando dez segundos para o fim

Últimos classificados da primeira fase foram definidos em jogos eletrizantes na Arena Brusque

Não faltou emoção na noite de ontem na Arena para que fossem conhecidas as últimas equipes classificadas para o Campeonato Municipal de Futsal Amador de Brusque. Em meio à festa de Setrat Piscinas, Floripa Têxtil e Amont _ Associação de Moradores da Rua Nova Trento, restou a lamentação dos eliminados Dom Nelson, Paysandu e até mesmo de quem não entrou em quadra. Uma das surpresas da primeira fase foi a eliminação da Pipeline. O time _ que chegou como um dos favoritos – conseguiu apenas uma vitória no grupo C e acabou desclassificado com a derrota do Energy Body para a Setrat por 5 a 1.

>> Confira a galeria de fotos da noite

Nos outros dois jogos, drama até o fim para definição dos classificados do grupo D. Floripa despachou Dom Nelson faltando apenas 10 segundos para o fim da partida (3 a 2), enquanto a Amont segurou um empate suado em 1 a 1 com o Paysandu para avançar como segunda colocada do grupo. Diogo Severino colocou a Amont em vantagem aos 5 do segundo tempo. O Paysandu chegou a empatar quatro minutos depois com Diogo Cavalheiro, mas não conseguiu buscar o gol que lhe garantiria a classificação.

Próxima fase

A próxima fase do amador de futsal inicia em 3 de novembro. Agora, as oito equipes classificadas são divididas em dois novos grupos para que futuramente as duas melhores de cada chave avancem as semifinais e posteriormente sejam conhecidos os finalistas da competição.¶

Goleada no Grupo C

O primeiro jogo da noite valia liderança e definição do segundo classificado da chave C. A disputa envolveu o Energy Body, primeiro do grupo e já garantido na etapa seguinte, diante da Setrat, terceira colocada. A diferença entre as equipes era de apenas um ponto: 4 e 3, respectivamente. A mesma pontuação do Energy Body tinha a Pipeline. Para não ficar sem a vaga, a equipe necessitava que os líderes do grupo segurassem ao menos um empate com a Setrat Piscinas para levar melhor sobre o adversário nos critérios de desempate (confronto direto).
Mas não foi isso que aconteceu. Energy Body acabou dominado pelo rival e não impôs resistência diante uma Setrat disposta a classificar e, consequentemente, ficar com o primeiro lugar do grupo. O gol que abriu o placar até demorou a sair. Com oito minutos de partida, o jogo da Setrat começou a encaixar e Marlon Rezini abriu o marcador. O 1 a 0 permaneceu até o fim da primeira etapa, deixando ainda tudo em aberto na chave.
Mas a esperança da Pipeline e a chance do Energy Body sacramentar o primeiro lugar acabou com dois gols da Setrat antes dos dez minutos da etapa final. Aos 4, Leandro Vieira fez o segundo. Aos 8, foi a vez de Marcos Frizzo marcar o terceiro. Diante de um rival desorganizado, Laurindo Schaefer ainda anotou o quarto gol da partida. Energy Body chegou a diminuir com Lucas Amaral, mas ainda deu tempo da Setrat fazer mais um. O time fechou a goleada em 5 a 1 com Samuel Santana.

Jogo emocionante na chave D

Os duelos válidos pelo grupo D foram os mais esperados da última rodada. Todas as quatro equipes chegaram ao terceiro jogo com chances de classificação. Dom Nelson e Amont levavam vantagem sobre Floripa Têxtil e Paysandu nos critérios de desempate. Para a primeira equipe, apenas um empate bastava no jogo contra o Floripa.
Os times fizeram uma partida eletrizante. O Dom Nelson chegou a sair em vantagem no finzinho da primeira etapa. Após uma falta mal cobrada pelo Floripa, Tiago Hugue marcou em rápido contra-ataque faltando 13 minutos para o encerramento do primeiro tempo. O placar adverso obrigou o Floripa a ir para cima. O time chegou a acertar duas bolas na trave até virar o placar. Primeiro, na jogada individual de Ricardo Eloi. Depois, na bola trabalhada que acabou no gol de Airton Nass.
Faltando 9 minutos para o fim, desta vez foi o Dom Nelson que passou a precisar de um gol. Numa falha da defesa do Floripa, a equipe até conseguiu novamente o empate com Tiago Hugue. O que a equipe não contava era que seria castigada já no fim da partida. O time entrou em desespero quando Ricardo Eloi marcou o gol salvador para o Floripa faltando apenas dez segundos para o encerramento da partida.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio