Sistema biométrico inicia nesta sexta-feira em Brusque

Por enquanto, o cadastro no novo sistema ainda não é obrigatório no município

Sistema biométrico inicia nesta sexta-feira em Brusque

Por enquanto, o cadastro no novo sistema ainda não é obrigatório no município

Inicia nesta sexta-feira, 19, o sistema biométrico no Cartório Eleitoral de Brusque. O cadastro no novo sistema ainda não é obrigatório para todos os eleitores do município e será feito apenas para os jovens que vão fazer o título pela primeira vez e para os eleitores que irão transferir o documento para Brusque.

“Conforme vier a demanda, vamos fazendo pelo novo sistema. A biometria em Brusque é diferente do que aconteceu em Blumenau e em Joinville, por exemplo, em que todos os eleitores da cidade tinham uma data para fazer o recadastramento biométrico. Em Brusque ainda não temos uma data oficial para que a biometria seja obrigatória”, explica o analista judiciário da 86ª Zona Eleitoral, Carlos José da Rocha Matti.
Para dar início à biometria no município, o Cartório Eleitoral está fechado para atendimento ao público desde segunda-feira, 15. “O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) está fazendo a implantação dos kits e do novo sistema nesta semana, por isso, o atendimento ao público foi suspenso. Na quinta-feira faremos uma simulação com todos os servidores do cartório para podermos nos adaptar e conseguir atender a demanda”.

Na sexta-feira, o atendimento ao público volta à normalidade – das 12h às 19h. Matti afirma que por conta do novo sistema, o tempo de atendimento será um pouco maior do que o de costume. “O atendimento vai ficar mais complexo. Hoje, levamos uma média de cinco minutos para concluir o processo, com a biometria, o TRE estima que tudo demore de 10 a 15 minutos”.

Apesar de o novo sistema já estar ativo no município durante as eleições municipais que ocorrem em outubro, Matti acredita que a biometria ainda não será usada. “Vai mudar pouca coisa na hora de votar. Na realidade, hoje o mesário digita o número do título do eleitor e pede para confirmar assinando a folha, assim ele está liberado para votar. Com a biometria, o eleitor vai confirmar seus dados pela digital, mas o sistema de votação continua o mesmo”, ressalta.


Documentação

Quem vai fazer o título de eleitor pela primeira vez ou a transferência de domicílio eleitoral precisa levar os seguintes documentos:

  • Identidade ou outro documento oficial com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de residência de até 90 dias;
  • Quem não tiver comprovante de residência em seu nome, precisa levar uma declaração assinada pelo proprietário e apresentar junto com o comprovante;
  • Certificado de reservista para os jovens que vão fazer o título pela primeira vez.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio