Após invasão em 2015, site da Defesa Civil de Brusque segue com problemas

Coordenador diz que novas funcionalidades devem ser agregadas ao sistema

Após invasão em 2015, site da Defesa Civil de Brusque segue com problemas

Coordenador diz que novas funcionalidades devem ser agregadas ao sistema

Invadido por hacker em 2015, o site da Defesa Civil de Brusque ainda não está operando perfeitamente. Algumas funções nunca voltaram ao normal, o que causa transtornos à equipe técnica. A prefeitura planeja mudanças na página (defesacivil.brusque.sc.gov.br), com reparos no que já existe e novas funções.

O coordenador da Defesa Civil, Edevilson Cugik, explica que funções que eram automáticas, hoje são manuais.

Por exemplo, antes de 2015, o site “puxava” automaticamente notícias relacionadas à Defesa Civil que eram publicadas na página oficial da Prefeitura de Brusque. Agora, um servidor tem de postar manualmente para manter a página atualizada.

Os boletins climáticos, parte importante do trabalho da Defesa Civil, também eram publicados de forma automática. Atualmente, não são mais, e é necessário atualizar manualmente.

A Defesa Civil não conta com um quadro de funcionários grande, por isso qualquer trabalho extra atrapalha a rotina diária, segundo o coordenador do órgão. Essa situação foi relatada à gestão anterior, mas nada foi feito de concreto.

Para que o site voltasse a funcionar normalmente, a Defesa Civil teve de contar com o trabalho voluntário do grupo que doou o site ao poder público. De acordo com Cugik, a prefeitura não conta com um setor de programação, por isso qualquer mudança é de difícil execução.

Em estudo
Cugik teve reuniões com a cúpula do governo para tratar do assunto. “Estão sendo estudadas mudanças, para saber como fazer voltar a funcionar [as funções inoperantes]”, diz o coordenador.

O prefeito Jonas Paegle viu as dificuldades de perto durante as cheias em junho, e também percebeu necessidade de melhora, conforme Cugik.

Além de melhorar o que já existe, a Prefeitura de Brusque também analisa opções para agregar novas funções na página oficial da Defesa Civil. Uma ideia é incluir um alerta na tela inicial para a seção de níveis do rio Itajaí-Mirim.

De acordo com Cugik, a intenção é também tornar o site mais intuitivo, para que a população consiga se informar melhor. Apesar do investimento no projeto, a intenção do órgão é continuar a usar bastante as redes sociais e a página da prefeitura durante cheias.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio