Suspeito de furtos em escola confessa crimes

Suspeito de arrombar quatro vezes a E.E.F. Augusta Dutra de Souza se matriculou na escola para furtar

Suspeito de furtos em escola confessa crimes

Suspeito de arrombar quatro vezes a E.E.F. Augusta Dutra de Souza se matriculou na escola para furtar

Depois da Escola de Ensino Fundamental Augusta Dutra de Souza, no bairro Limeira Baixa, ser furtada quatro vezes, a Polícia Civil conseguiu identificar o suspeito. Ontem o jovem acusado dos arrombamentos foi abordado pela Polícia Militar no loteamento Dom Nelson.

Agentes da polícia Civil estiveram no local para continuar as investigações. O suspeito confessou ter cometido os crimes e contou para quem vendeu o produto dos furtos. Apesar da confissão, o jovem não ficou preso, por não ter sido detido em flagrante, e responderá o processo em liberdade.

A diretora da escola, Cristina Knihs Vierke, afirma que o suspeito foi aluno por algumas semanas. Ele se matriculou na Educação de Jovens e Adultos (Eja) para analisar os locais onde ficam os objetos de valor da escola. Uma semana antes de iniciar os crimes, abandonou as aulas. “Ele sabia onde eram guardadas as chaves, o dinheiro de mensalidade e xerox”, diz.

Para entrar na escola, ele fez um buraco no portão. Como o lugar era apertado, ele furtava objetos menores, para conseguir carregar. Foram furtadas uma câmera digital, um aparelho de som, o violão de um aluno, dois termômetros, um aparelho de medir pressão, um pen drive de 32 gb, um monitor, e cerca de R$ 300. “Não foram muitas coisas, mas tudo faz muita falta para a escola”, diz a diretora.
Após o primeiro furto, no início de março, foi instalada uma câmera. Mas, ao descobrir a câmera, ele entrou e conseguiu cortar o fio do equipamento. Com o crime, a escola colocou mais uma câmera e alarme. Mesmo assim, o suspeito entrou e conseguiu furtar. No último furto, realizado no sábado, 17, quando ele entrou na escola o alarme disparou e ele só teve tempo para levar o dinheiro do xerox.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio