Tatuador de Brusque inicia projeto para tatuar gratuitamente mulheres que retiraram a mama

As mulheres que têm interesse nas tatuagens podem entrar em contato com o tatuador

Tatuador de Brusque inicia projeto para tatuar gratuitamente mulheres que retiraram a mama

As mulheres que têm interesse nas tatuagens podem entrar em contato com o tatuador

Quando realizam a mastectomia – cirurgia para retirada da mama – por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), as mulheres demoram, em média, cinco anos para terem acesso à reconstrução. Enquanto aguardam, elas precisam conviver com as marcas deixadas pela intervenção.

Durante esse período, afirmam os médicos, a autoestima das mulheres geralmente diminui. A partir de agora, no entanto, as moradoras de Brusque terão outra alternativa para conviverem melhor com as cicatrizes.

Na semana passada, o tatuador Ivo Miguel Buss, de 28 anos, lançou um projeto em que, gratuitamente, cobrirá as cicatrizes com tatuagens. Além disso, ele também desenhará a aréola – área circular que envolve o mamilo.

“A mulher geralmente é muito vaidosa, não importa a idade. E quando ela retira a mama fica uma grande marca e muitas delas têm vergonha da cicatriz, até mesmo ficam com vergonha de ir na praia. Então pensamos em oferecer isso sem custo para elas. Para se sentirem bem com o próprio corpo”, explica o tatuador.

A ideia do projeto surgiu ainda em 2013, quando os sogros de Ivo faleceram devido a cânceres. De lá pra cá, o projeto apenas não saiu do papel, explica ele, porque os custos eram muito altos. Agora, com condições financeiras melhores, o tatuador pode oferecer o serviço às mulheres.

“Nós queríamos oferecer sem custo algum, mas como a pigmentação que usa para fazer a aréola é mais cara, não tínhamos condições. Nesse tempo acabamos descobrindo que minha mulher estava com câncer de útero. Então, com condições melhores e melhor planejamento, conseguimos fazer”, diz.

Para divulgar o projeto, o tatuador foi até a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Brusque. A partir disso, ele espera que as primeiras mulheres procurem as tatuagens. Fisioterapeuta da rede, Adriana Helena da Silva acredita que a tendência é de que as usuárias procurem o serviço.

“Eu achei muito bacana essa iniciativa dele, porque mexe com a autoestima das mulheres. A partir da primeira que for até lá e tatuar, eu acho que as outras também vão começar a ir”, afirma Adriana.

As mulheres que têm interesse nas tatuagens podem entrar em contato com o tatuador por meio dos telefones (47) 3044-4112 e (47) 988-163-175 ou podem comparecer diretamente no estúdio, localizado na Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Brusque, nº 258.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio