Tatuagens de pessoas famosas e personagens são comuns em Brusque

Município Dia a Dia encontrou brusquenses com tatuagens ligadas esporte, música, literatura e televisão

Tatuagens de pessoas famosas e personagens são comuns em Brusque

Município Dia a Dia encontrou brusquenses com tatuagens ligadas esporte, música, literatura e televisão

A tatuagem é a maneira encontrada por algumas pessoas para representar o que sentem. Muitas delas, para externar seu amor pelo ídolo, seja da música, cinema, literatura ou futebol, utilizam a técnica. O Município Dia a Dia encontrou em Brusque fãs que escolheram esta forma para homenagear pessoas e personagens que admiram.

Zico

O comerciante Edson Roberto Fidelis, 44 anos, gosta de futebol desde a infância, principalmente do Flamengo e do jogador Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico. Ele conta que tem recordações “fortes” do time de 1981, que foi campeão do mundo. “O Zico era como um super-herói pra mim. Lembro que nos meus oito anos, quando ele entrava em campo, o meu dia se tornava mais feliz”.
E foi essa paixão que o motivou a fazer uma tatuagem em maio deste ano. O comerciante encontrou num site uma imagem que considerou ficar legal na sua pele, mostrou para o tatuador Jonas Cordeiro – que há 18 anos trabalha nessa área -, e ele produziu uma tatuagem de Zico em movimento no seu braço. “Eu curti muito porque representa o que sinto pelo Flamengo e pelo atleta”, diz.

Tatuagem 3

Luan Santana

A talhadora Rafaela Pereira, 22 anos, também encontrou na tatuagem a maneira de mostrar o que sente pelo seu ídolo. Ela é fã do cantor sertanejo Luan Santana desde 2007 e neste mês fez aquilo que acredita ser “a forma de dizer o quanto o ama”. Por meio do trabalho do tatuador Chacal Tatoo, Rafaela colocou na costela a frase do primeiro DVD do artista: “Só quem sonha consegue alcançar “. Ela diz que o cantor lhe acalma nos momentos tristes e é uma espécie de “anjo na sua vida”. O objetivo dela é, futuramente, poder mostrar a tatuagem para Luan.

Edgar Allan Poe

O advogado Álvaro Beliago, 33 anos, admira o autor, poeta, editor e crítico literário americano Edgar Allan Poe há mais de duas décadas. As histórias de terror e ficção sempre lhe interessaram e foi essa motivação que o fez tatuar em seu peito o rosto do artista. Há três meses, após ter uma ideia por meio de uma imagem na internet e levar ao tatuador Cordeiro, a arte se concretizou. Para ele, o objetivo não é mostrar a tattoo para os outros, mas sim recordar o ídolo. “Gosto dele e quis inserir na minha pele”, diz.

Tatuagem 2 cópia
Para todos os gostos

O tatuador Cordeiro afirma que a maioria de seus clientes optam por desenhos de artistas musicais, personagens de desenhos e do cinema. Em geral o cantor Bob Marley é um dos mais tatuados, não somente por ele, mas por outros profissionais. “É quase que um clichê. Vejo em muitas pessoas”, diz.
O tatuador Buss diz que cerca de 15% dos seus clientes fazem artes de seus ídolos. Ele diz que para a pessoa a tatuagem tem significado e é a maneira de homenagear simbolicamente aqueles que são importantes. Buss conta que já tatuou o trecho de uma música de uma fã do cantor Cazuza, além do Chaves, personagem irreverente do seriado mexicano da década de 70 que caiu no gosto popular brasileiro a partir de 1981.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio