Teleférico do Zoobotânico deve voltar a funcionar até maio de 2014

A estrutura está pronta, mas o mecanismo de acionamento precisa ser finalizado

Teleférico do Zoobotânico deve voltar a funcionar até maio de 2014

A estrutura está pronta, mas o mecanismo de acionamento precisa ser finalizado

O teleférico que liga o Parque Zoobotânico de Brusque ao Parque Leopoldo Moritz tem uma nova previsão para voltar a funcionar: maio de 2014. Esta é a estimativa do superintendente do parque, Vilson Moresco. A revitalização da estrutura, realizada pela empresa Montálica, já está pronta, como previsto anteriormente. Porém, a direção do zoo considerou que o mecanismo de acionamento do teleférico precisa ser trocado. A empresa responsável já está trabalhando.

O mecanismo de acionamento está sendo feito em Joinville e chegará ao parque apenas depois de pronto. “O teleférico já poderia estar funcionando normalmente, mas não queremos do jeito que está. O atual está obsoleto e temos medo de que possa colocar em risco a segurança dos visitantes”, afirma Moresco. Além do mecanismo, ainda será instalado um novo dispositivo de segurança nas cadeiras do teleférico. 

Até metade de janeiro, o mecanismo de acionamento deve estar pronto. “Então, só faltará o dispositivo de segurança das cadeiras. A licitação deve sair ainda neste ano, ou também em janeiro. Depois de licitado, estimo mais uns 60 dias para concluir a instalação do dispositivo nas cadeiras”, assinala o superintendente.
 
O valor da reforma da estrutura foi de R$ 279.881,13. O superintendente conta que, previamente, o novo mecanismo de acionamento não estava previsto e deve custar cerca de R$ 200 mil. “Quem está bancando isso é a prefeitura. A gente só arrecada 20% do necessário para nos manter, o resto é o município que dá”. 

As atividades do teleférico estão paralisadas desde o fim de 2007. O engenheiro responsável na época alertou que o cabo de sustentação estava com a validade expirada e a direção do parque decidiu interditar a atração até o problema ser resolvido. “Foi a antiga administração quem fez isso, mas como o cabo estava com a validade expirada, achamos por bem manter a decisão deles”, destaca Moresco. 

Atrações do Zoobotânico
O teleférico tem cerca de 500 metros de extensão. Serão instaladas 30 cadeiras, metade duplas e metade individuais. Deste modo, 45 pessoas poderão passear simultaneamente. O preço do passeio ainda não é definido. Neste fim de ano, o Zoobotânico só não abre para visitação nos dias 24, 25, 31 e 1º de janeiro. O ingresso custa R$ 5 e crianças até cinco anos não pagam.

Além do teleférico, o zoo conta com a escalada e o rapel, por R$ 5 cada. O pêndulo custa R$ 30, e o passeio de balão, quando disponível, é R$ 250. “Quando tem passeio de balão, avisamos com antecedência. A decolagem é na Fenarreco, entre 40 minutos e uma hora depois, ele pousa onde o vento levar. Lá estará uma van esperando para trazer os passageiros para o parque novamente”. A organização ainda planeja fazer uma tirolesa e dois circuitos de arvorismo: infantil e adulto. 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio