Tentando sequência de vitórias, Bruscão recebe Chapecoense no Augusto Bauer

Triunfo contra o Verdão do Oeste pode colocar equipe entre os primeiros colocados

Tentando sequência de vitórias, Bruscão recebe Chapecoense no Augusto Bauer

Triunfo contra o Verdão do Oeste pode colocar equipe entre os primeiros colocados

A vitória contra o Tubarão na última quarta-feira foi apenas um passo para a recuperação do Brusque no Campeonato Catarinense. Amanhã, o time tem a missão de criar a primeira sequência de vitórias diante de um adversário que costuma ser pedra no sapato. A Chapecoense, último time que venceu do quadricolor no Augusto Bauer antes do Criciúma, volta ao berço da fiação catarinense – pela primeira vez após a tragédia de novembro de 2016.

Com apenas dois dias para se preparar, Pingo e comissão técnica apostaram mais nos exercícios físicos e de relaxamento muscular do elenco titular, enquanto os reservas seguiram fazendo coletivos, rachões e trabalhos com bola parada no Centro de Treinamento Rolf Erbe. Já a Chape precisou se dobrar em dois durante a semana, já que jogou na quarta-feira pelo estadual – derrota por 3 a 0 para o Avaí – e ontem contra o Cruzeiro na Primeira Liga, em partida que encerrou após o fechamento desta edição.

Depois de bom jogo entre titulares, Leilson deve ser preservado no meio-de-campo / Foto: Cristóvão Vieira
Depois de bom jogo entre titulares, Leilson deve ser preservado no meio-de-campo / Foto: Cristóvão Vieira

Na busca da melhor forma

Titular pela primeira vez na quarta-feira, Ricardo Lobo ficou satisfeito com seu desempenho. O atleta foi essencial para a jogada do gol, já que deu a assistência para a cabeçada de Belusso. Para ele, foi importante não só ter feito parte da jogada do gol, mas principalmente ter completado a partida. “Levando em consideração que eu vinha de uma cirurgia, fiz uma operação no dia 30 de dezembro, me senti bem por ter jogado os 90 minutos e ter me movimentado bastante”, diz.

Ele completa afirmando que ainda há o que evoluir, mas que o time, com Pingo, já tem uma postura mais ofensiva. “A característica dos jogadores favorece esse esquema tático. Eu já trabalhei com o Pingo e percebi que todos assimilaram essa ideia de jogo dele. Falta agora encaixar mais o posicionamento e saber infiltrar essa bola para chegar melhor no ataque”.

Autor do gol único no triunfo diante do Tubarão e artilheiro do Bruscão na temporada com dois gols, Belusso quer contar com a presença da torcida. Para isso, ele promete entrega dentro de campo. “Esperamos estar em uma tarde inspirada, porque sabemos que é uma equipe que tem uma camisa forte, vamos dar nosso melhor. Espero que a gente possa fazer um grande jogo, é um evento que vai atrair o torcedor”, diz.

Possível equipe

Sem coletivo com os titulares, ficou difícil projetar a equipe que enfrenta a Chapecoense. Está tudo na mente do técnico Pingo. No entanto, alguns defeitos no meio-de-campo durante a partida contra o Tubarão podem indicar mudanças. Alexandre Carvalho, expulso no jogo contra o Metropolitano, volta a ficar a disposição.

Os dois atletas que foram recém-contratados, o lateral João Carlos e o zagueiro Williames, já tiveram suas rescisões do Campinense (PB) homologadas no Boletim Informativo Diário (BID), mas ainda falta o contrato com o Brusque cair no BID até às 19h de hoje. Se isso acontecer, eles estarão aptos a jogar. A possível escalação do Bruscão para o duelo conta com: Rodolpho; Carlos Alberto, Neguete (Willames), Cleyton e Willian; Mineiro, Pedrinho (Eliomar), Leilson e Assis; Belusso e Ricardo Lobo.

Como vem a Chape

Apontada como favorita ao título, a Chape fez uma apresentação abaixo da média na última rodada do Catarinão. A equipe perdeu por 3 a 0 para o Avaí na Ressacada, e deixou o adversário disparar na liderança. Agora, vai buscar contra o Bruscão os pontos perdidos tanto neste confronto quanto no empate em casa contra o Almirante Barroso.


1

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio