Há três anos em Brusque, grupos de Terço dos Homens resgatam tradição católica

Na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, cerca de 60 pessoas se reúnem todas as segundas-feiras

Há três anos em Brusque, grupos de Terço dos Homens resgatam tradição católica

Na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, cerca de 60 pessoas se reúnem todas as segundas-feiras

A oração permite que o humano realize um encontro íntimo com Deus. Baseado neste princípio, cerca de 60 homens se encontram semanalmente na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, no Centro de Brusque, para rezar o terço.

O grupo, denominado Terço dos Homens, surgiu em abril de 2014 por meio de alguns amigos que integram o Movimento Emaús. Desde o início teve a orientação espiritual do padre Magnos José Baron Caneppele.

O coordenador do terço da matriz, Maicon Pereira, 35 anos, conta que o grupo foi criado com o propósito “de rezar o terço”, pois segundo ele, a oração do rosário é muito forte e importante para a igreja.

Os encontros acontecem semanalmente, às segundas-feiras, às 22h, na matriz. Primeiramente é feito um momento de integração, em que os participantes que têm alguma intenção e desejam compartilhar com o o grupo o fazem. Paralelo a isso também é rezado por cada pessoa que está ali, pela suas famílias ou pelas intenções que escreveram e deixaram na caixinha dos pedidos.

Fé e devoção norteiam o encontro do Terço dos Homens/ Arquivo pessoal

Antes de iniciar o terço e nos intervalos, são entoadas algumas músicas. No fim do encontro, todos se cumprimentam com o “abraço da paz” e desejam boa semana. Conforme Pereira, de tempo em tempo são realizadas missas, com adoração ao Santíssimo, sempre com a presença do padre Magnos ou de algum ministro da eucaristia.

“Nestes três anos de encontros muitos homens já rezaram conosco. Sabemos que a oração fortalece a fé, e acredito que para cada um que participa ou já participou algo tocou ou vem tocando”, diz o coordenador, que completa: “É bonito ver os homens rezando, é gratificante, pois todos estão ali por algo, seja para agradecer ou pedir”.

Três gerações
A expressão “família que reza unida permanece unida” faz todo o sentido para os Lira. Em julho fez dois anos que Marcelo, 48 anos, o pai Pedro, 72, e seus filhos Matheus, 18 e Pedro, 13, rezam juntos no terço dos homens. Além deles, outros tios e irmãos, quando possível, vão aos encontros.

Marcelo afirma que já recebeu muitas bênçãos rezando o terço e que a cada fim de encontro sai com a energia renovada. “Pedimos, intercedemos, é algo bastante grande, é a energia de tantas pessoas. Só indo mesmo para saber”, diz ele, que conta que a família tem o hábito de rezar o terço também em casa e fazer orações quando viajam. “Temos que agradecer sempre, pela saúde, pelo alimento, pela vida”.

Fidelidade e fé
O orientador espiritual do grupo, padre Magnos, diz que a impressão que se tem na sociedade é que o homem é mais resistente a rezar, e que por meio do terço se percebe que isso não é verdade. Ele contextualiza que o terço dos homens é um dos movimentos que mais têm crescido no Brasil, e que essa realidade se reflete em Brusque.

“Percebemos que o homem tem se colocado diante de Deus e que essa oração é uma das armas mais fortes contra toda e qualquer maldade que existe no mundo”. Segundo Caneppele, é gratificante vê-los rezando por sua família e por seus amigos.

Atualmente, das 12 comunidades da igreja matriz, dez realizam o terço dos homens. Em Brusque, outras paróquias também estão engajadas no movimento.

Como participar?
Os interessados em participar do Terço dos Homens podem ir à Igreja Matriz São Luis Gonzaga às segundas-feiras, às 22h. Informações pelo telefone 3351-1258.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio