Conteúdo exclusivo para assinantes

Há três anos em Brusque, grupos de Terço dos Homens resgatam tradição católica

Na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, cerca de 60 pessoas se reúnem todas as segundas-feiras

Há três anos em Brusque, grupos de Terço dos Homens resgatam tradição católica

Na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, cerca de 60 pessoas se reúnem todas as segundas-feiras

A oração permite que o humano realize um encontro íntimo com Deus. Baseado neste princípio, cerca de 60 homens se encontram semanalmente na Igreja Matriz São Luis Gonzaga, no Centro de Brusque, para rezar o terço.

O grupo, denominado Terço dos Homens, surgiu em abril de 2014 por meio de alguns amigos que integram o Movimento Emaús. Desde o início teve a orientação espiritual do padre Magnos José Baron Caneppele.

O coordenador do terço da matriz, Maicon Pereira, 35 anos, conta que o grupo foi criado com o propósito “de rezar o terço”, pois segundo ele, a oração do rosário é muito forte e importante para a igreja.

Os encontros acontecem semanalmente, às segundas-feiras, às 22h, na matriz. Primeiramente é feito um momento de integração, em que os participantes que têm alguma intenção e desejam compartilhar com o o grupo o fazem. Paralelo a isso também é rezado por cada pessoa que está ali, pela suas famílias ou pelas intenções que escreveram e deixaram na caixinha dos pedidos.

Fé e devoção norteiam o encontro do Terço dos Homens/ Arquivo pessoal

Antes de iniciar o terço e nos intervalos, são entoadas algumas músicas. No fim do encontro, todos se cumprimentam com o “abraço da paz” e desejam boa semana. Conforme Pereira, de tempo em tempo são realizadas missas, com adoração ao Santíssimo, sempre com a presença do padre Magnos ou de algum ministro da eucaristia.

“Nestes três anos de encontros muitos homens já rezaram conosco. Sabemos que a oração fortalece a fé, e acredito que para cada um que participa ou já participou algo tocou ou vem tocando”, diz o coordenador, que completa: “É bonito ver os homens rezando, é gratificante, pois todos estão ali por algo, seja para agradecer ou pedir”.

Três gerações
A expressão “família que reza unida permanece unida” faz todo o sentido para os Lira. Em julho fez dois anos que Marcelo, 48 anos, o pai Pedro, 72, e seus filhos Matheus, 18 e Pedro, 13, rezam juntos no terço dos homens. Além deles, outros tios e irmãos, quando possível, vão aos encontros.

Marcelo afirma que já recebeu muitas bênçãos rezando o terço e que a cada fim de encontro sai com a energia renovada. “Pedimos, intercedemos, é algo bastante grande, é a energia de tantas pessoas. Só indo mesmo para saber”, diz ele, que conta que a família tem o hábito de rezar o terço também em casa e fazer orações quando viajam. “Temos que agradecer sempre, pela saúde, pelo alimento, pela vida”.

Fidelidade e fé
O orientador espiritual do grupo, padre Magnos, diz que a impressão que se tem na sociedade é que o homem é mais resistente a rezar, e que por meio do terço se percebe que isso não é verdade. Ele contextualiza que o terço dos homens é um dos movimentos que mais têm crescido no Brasil, e que essa realidade se reflete em Brusque.

“Percebemos que o homem tem se colocado diante de Deus e que essa oração é uma das armas mais fortes contra toda e qualquer maldade que existe no mundo”. Segundo Caneppele, é gratificante vê-los rezando por sua família e por seus amigos.

Atualmente, das 12 comunidades da igreja matriz, dez realizam o terço dos homens. Em Brusque, outras paróquias também estão engajadas no movimento.

Como participar?
Os interessados em participar do Terço dos Homens podem ir à Igreja Matriz São Luis Gonzaga às segundas-feiras, às 22h. Informações pelo telefone 3351-1258.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio