Tite revela proposta para sair do Corinthians e sonho de treinar seleção após 2014

Contrato vigora até 2013, sem cláusula que prevê eventual saída em caso de convite para treinar a seleção

Tite revela proposta para sair do Corinthians e sonho de treinar seleção após 2014

Contrato vigora até 2013, sem cláusula que prevê eventual saída em caso de convite para treinar a seleção

Em sua primeira entrevista coletiva após renovar seu contrato até o final de 2013, Tite agradeceu ao Corinthians e tentou, mas não conseguiu, esconder que recebeu propostas para treinar outros clubes.

– Não quero falar sobre isso (propostas de outros clubes), definimos o contrato e estou muito feliz no Corinthians. Se eu falar que sim, vai especular. Se eu disser que não, vai ser mentira – disse, arrancado risos dos jornalistas.

– Estou muito feliz, é uma grande possibilidade da minha vida: conquistar o maior título do mundo – comenta o treinador que comandará o Timão no Mundial de Clubes 2012, que será realizado no Japão, em dezembro.
 
Tite contou que ele e a diretoria vinham conversando em sigilo nos últimos meses, o que facilitou o acerto na última quarta-feira, 24 de outubro.

– Nós já vínhamos conversando com a direção, mas de forma mais sigilosa. É um momento muito especial esse reconhecimento, esse convite de permanência – afirmou.
 
O treinador, que neste sábado, 27, enfrenta o Vasco, pelo Brasileiro, disse que não há nenhuma cláusula no novo contrato que prevê eventual saída em caso de convite para treinar a seleção.

– Eu ambiciono a seleção, mas depois de 2014 – declara.

Durante a maior parte da entrevista, Tite falou sobre o Mundial de Clubes, no Japão, e contou que conversou com amigos do Internacional, campeão do mundo em 2006.
 
– Conversei (com os jogadores) a respeito do aprendizado que eu tive das pessoas ligadas ao Internacional, que foi o último campeão mundial, e das diferenças entre uma e outra situação – contou.

– Em 2006, foi campeã mobilizando-se em treinos e jogos. Em 2010, procurou-se administrar de alguma forma e perdeu grande parte dessa intensidade e preparação. Esse aprendizado eu passei a eles (jogadores) – disse, se referindo à eliminação precoce do Inter na semifinal do Mundial de 2010.

Por Lucas Reis
Fonte: Folhapress

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio