Torcida Força Independente, do Brusque, está proibida de entrar uniformizada em estádios

Acordo entre MP e FCF proíbe organizada brusquense de acessar estádios brasileiros com adereços do grupo por dois meses.

Torcida Força Independente, do Brusque, está proibida de entrar uniformizada em estádios

Acordo entre MP e FCF proíbe organizada brusquense de acessar estádios brasileiros com adereços do grupo por dois meses.

Os membros da Torcida Força Independente, organizada do Brusque Futebol Clube, estão proibidos de entrar nos estádios brasileiros portando vestuários, bandeiras ou faixas com referências aos símbolos do grupo. A decisão foi tomada após um acordo feito ontem, entre o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação Catarinense de Futebol (FCF) e a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC).

Além da Força Independente, foram punidas as organizadas Gaviões Alvinegros, do Figueirense, Mancha Azul, do Avaí, União Tricolor, do Joinville e Fúria Marcilista, do Marcílio Dias. Dentre as punições, a da torcida brusquense é a mais branda. A Força Independente não poderá acessar os estádios com adereços da organizada por dois meses, a partir do início da Série B do Campeonato Catarinense 2015. A TO brusquense foi punida por levar armamento até o estádio do Sesi, em Blumenau, no ano passado.  Para as demais torcidas, a punição conta a partir de hoje e vai até o fim da divisão principal do catarinense do próximo ano.

O presidente da torcida, Rafael Roncaglio, afirma que é pretensão da Força Independente recorrer da decisão. “Ainda não fomos notificados, mas assim que o documento do MP chegar nas nossas mãos, vamos pensar em uma forma de reaver a situação. Não achamos justo”.

Confira a matéria na integra, com depoimento do presidente da Força Independente e do promotor de justiça, na edição impressa do Município Dia a Dia nesta quinta-feira, 16

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio