Trabalhadores aderem à mobilização nacional em Brusque

12 sindicatos se reuniram na praça Gilberto Colzani para manifestação em prol de causas trabalhistas

Trabalhadores aderem à mobilização nacional em Brusque

12 sindicatos se reuniram na praça Gilberto Colzani para manifestação em prol de causas trabalhistas

As centrais sindicais em todo o Brasil organizaram uma mobilização durante a quinta-feira, 11 de julho, no Dia Nacional de Lutas. Em Santa Catarina diversas regiões aderiram às paralisações, e Brusque também saiu às ruas. Às 10h, os doze sindicatos que formam o Fórum das Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região foram até a praça Gilberto Colzani, em frente ao Terminal Urbano. Os manifestantes estenderam faixas e cartazes no momento em que os sinais ficavam fechados, além de entregarem panfletos aos motoristas. 

Galeria

Um caminhão de som esteve no local, e os líderes sindicais fizeram seus pronunciamentos enfocando as reivindicações da classe trabalhadora. As entidades permaneceram de portas fechadas e não houve atendimento ao público. O intuito foi cobrar aprovação de propostas que tramitam no Congresso Nacional. Os manifestantes percorreram a avenida Cônsul Carlos Renaux e retornaram à praça para a concentração final.

Às 13h, cinco ônibus fretados partiram de frente ao pavilhão da Fenarreco em direção à BR-101. Às 15h o grupo se juntou aos demais manifestantes da região no quilômetro 117, em Itajaí. A rodovia foi fechada por cerca de uma hora e reuniu de 700 a mil manifestantes. Em Santa Catarina, os sindicatos se concentraram em trechos específicos das rodovias federais que cortam o Estado, e a Polícia Rodoviária Federal esteve atenta para as interrupções no trânsito.
Bandeiras dos trabalhadores
– Redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução salarial
– Fim do Fator Previdenciário
– Aumento geral de salários
– Valorização do aposentado 
– Desaposentação
– 10% do orçamento da União para a Saúde e Educação
– Mobilização contra o Projeto de Lei 4.330, que permite a contratação de funcionários terceirizados em atividades-fins de empresas
– Transporte e segurança pública de qualidade
– Reforma Agrária e apoio ao pequeno agricultor
– Fim da dispensa imotivada do trabalhador
– Fim dos leilões do petróleo


**Confira reportagem completa na edição desta sexta-feira, 12 de julho, do Jornal Município Dia a Dia

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio