Trabalhadores da Renaux continuam com salários atrasados

Empresa estendeu por mais uma semana a licença remunerada dos funcionários e deve definir situação até sexta-feira, 7

Trabalhadores da Renaux continuam com salários atrasados

Empresa estendeu por mais uma semana a licença remunerada dos funcionários e deve definir situação até sexta-feira, 7

A Fábrica de Tecidos Carlos Renaux não voltou a funcionar e permanecerá parada até a próxima segunda-feira, 10 de junho. A previsão era de que no dia 3, os funcionários voltassem aos trabalhos. Mas eles foram comunicados que a licença remunerada foi estendida por mais uma semana. O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação e Tecelagem (Sintrafite) reunirá o pessoal em assembleia na sexta-feira, 7, às 10 horas, na sede do Sintrafite para mais uma negociação.

O presidente do Sintrafie, Aníbal Boettger, afirma que os funcionários continuam sem receber o valor referente aos dias trabalhados e também à licença remunerada. Todos os setores estão parados e sem qualquer perspectiva de retorno.

– Vamos exigir da empresa os direitos deles porque não tem mais como o trabalhador sobreviver – afirma.

Boettger diz que o pessoal está pedindo ajuda aos vizinhos e parentes para contornar os problemas financeiros. Além da compreensão do comércio no atraso de prestações.

Os trabalhadores do setor de tecelagem foram os primeiros a se recusarem a prestar serviço sem recebimento de salário. Na manhã do dia 22 de maio, eles se manifestaram em frente à fábrica da Renaux, na avenida Primeiro de Maio, contra o atraso nos pagamentos dos salários de abril e maio. Naquele dia, a diretoria da empresa comunicou que todos entrariam em licença remunerada, quando o funcionário tem permissão para ausentar-se do emprego temporariamente sem prejuízo salarial.

Em torno de 300 colaboradores da fábrica estão esperando uma decisão da empresa, algo que que deve sair até amanhã.

:: Leia a matéria completa na edição do Jornal Município desta quinta-feira, 6 de junho

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio