Trabalhadores do setor metalúrgico de Brusque definem proposta de reajuste salarial

Sintimmmeb irá pedir aumento real de 5%, piso de R$ 1,4 mil e redução na jornada de trabalho

Trabalhadores do setor metalúrgico de Brusque definem proposta de reajuste salarial

Sintimmmeb irá pedir aumento real de 5%, piso de R$ 1,4 mil e redução na jornada de trabalho

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Brusque (Sintimmmeb) realizou na manhã deste domingo, 3, no auditório do sindicato, a primeira reunião da Assembleia Geral da Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017.

Foi aprovado pelos trabalhadores presentes o percentual de reajuste salarial para a categoria, que será negociado com o sindicato patronal. Ficou definido no texto que o valor será o acumulado da inflação de nos últimos doze meses, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC (o índice da inflação que pode sofrer alteração e entre abril e maio), e mais o aumento real de 5%.

No acordo, ainda, será solicitado piso salarial de R$ 1,4 mil. Atualmente, o piso da classe é de R$ 1,17 mil. Foi votada ainda a manutenção de assistência social de saúde da categoria, pagamento de 50% dos medicamentos com receita médica, prêmio assiduidade e continuidade das demais cláusulas sociais.

Outro item é a jornada de trabalho. A diretoria do Sintimmmeb entende que é necessária a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário. Hoje, os associados trabalham 43 horas e 30 minutos por semana.

Os associados ouviram a leitura da pauta, definiram os itens das reivindicações e aprovaram por unanimidade todos os artigos. Agora, o documento será encaminhado ao sindicato patronal e, em seguida, será iniciada a negociação. A data base do Sintimmmeb para fechar o acordo é maio.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio