Trajeto para o Lageado Alto, em Guabiruba, recebe mais de 3 mil pés de hortênsias

Ação tem como objetivo deixar mais bonito o caminho para pontos turísticos do município

Trajeto para o Lageado Alto, em Guabiruba, recebe mais de 3 mil pés de hortênsias

Ação tem como objetivo deixar mais bonito o caminho para pontos turísticos do município

O charme natural do bairro Lageado Alto ganhou um toque especial neste mês com o plantio de 3 mil pés de hortênsias no trajeto que conduz a pontos turísticos de Guabiruba, como ao Oratório de Santo Antônio, Restaurante Lá nas Trutas, Morro da Gueba e Minas de Ouro Abandonadas no Parque Nacional da Serra do Itajaí. A ação social foi realizada pelo Grupo de Dança Folkloristico Tutti Buona Gente e teve o apoio da prefeitura.

O integrante do grupo, Amilton Stedile, conta que o objetivo foi incentivar o turismo na região. “Já fizemos várias ações sociais e neste ano fomos mais ousados, organizando um mutirão para o plantio das hortênsias. A iniciativa foi inspirada nas famosas estradas de Gramado e Canela, no Rio Grande do Sul”, destaca.

Para o participante do grupo, Tiago Dalbosco, a beleza das flores deixará o trajeto mais bonito. “É muito bom poder ajudar a sociedade e contribuir de uma forma diferente com Guabiruba, através do plantio destas flores. Com certeza o Lageado Alto ficará ainda mais bonito”, frisa.

O Grupo Tutti Buona Gente faz parte da Associação Artístico Cultural São Pedro e possui 30 integrantes. Fundado em março de 2009, tem como objetivo representar a cultura italiana em Guabiruba.

História
O bairro Lageado Alto, situado a 20 km do Centro, é um dos destinos mais procurados pelos turistas. Privilegiado pela natureza exuberante, o bairro carrega uma riqueza histórica construída por imigrantes italianos a partir de 1875. No início, era chamado de Vale das Pedras pela quantidade de rochas existentes.

Amilton Stedile explica que nos anos de 1990, várias famílias mudaram para outros bairros, pois a atividade econômica da localidade resumia-se à agricultura e a renda da roça não era suficiente para sustentar a família.

Hoje em dia, no entanto, o lugar atrai novos moradores, principalmente aposentados e pessoas que procuram sair da movimentação das cidades e descansar. “Além disso, nos finais de semana os turistas levam suas famílias e amigos até as chácaras, ranchos e sítios para usufruir desta paz que o local oferece”, observa.

A arquitetura italiana ainda predomina em algumas residências mais antigas, capelas, estufas e casebres.

Turismo
A Capela Imaculada Conceição, construída em 1876 e símbolo da imigração italiana na região, passa por uma restauração e em breve será um importante ponto turístico, pois é a igreja mais antiga da cidade. Também encontra-se em fase de catalogação o Memorial Sacristão Francesco Selva, um museu que armazena utensílios, fotos e ferramentas utilizadas pelos imigrantes italianos.

O caminho de flores será contemplado por quem visitar o Oratório de Santo Antônio, que permite uma vista panorâmica de vários bairros e até de outras cidades. Uma capela e um grande galpão fazem parte do local, que é palco da Festa Italiana de Guabiruba há sete anos.

Entre as Trilhas Ecológicas, destaca-se a caminhada até as já abandonadas Minas de ouro, localizadas no Parque Nacional da Serra do Itajaí. Para camping, o lugar escolhido pelos turistas é o popular Morro da Gueba e um destino muito procurado pelos ciclistas é o percurso até o Restaurante Lá nas Trutas.

Além destes pontos turísticos, o Lageado Alto é cercado de lendas misteriosas, sendo a principal delas a do Dragão da Guabiruba. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 999-712-699.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio