Treinador e jogador saem no tapa no Amador de Guabiruba

Primeiros classificados são definidos em rodada que teve briga entre técnico e jogador

Treinador e jogador saem no tapa no Amador de Guabiruba

Primeiros classificados são definidos em rodada que teve briga entre técnico e jogador

Se dentro de quadra o Campeonato Amador de Futsal de Guabiruba tem se notabilizado pelo bom futebol apresentado pelas equipes, novamente chamou a atenção também por fatos de violência. Foi a primeira desta edição no futsal, que no ano passado já chegou a ter uma briga generalizada dentro de quadra. Desta vez o incidente ocorreu na partida entre MJ Confecções e Misto A, a última da quarta rodada, disputada ontem. Em um grande jogo, que valia classificação para as duas equipes, o Misto vencia o adversário por 1 a 0, gol do goleiro Bryan Comper, faltando quatro minutos para o fim do primeiro tempo. A virada do MJ, no entanto, desestabilizou a equipe. Depois de empatar logo na sequência, o adversário fez dois gols faltando apenas 23 segundos para o fim da primeira etapa. Foi o estopim para que jogadores saíssem de quadra irritados.

O problema se agravou, no entanto, quando as cobranças passaram para a violência física. Em meio a uma discussão, o técnico Joselito Conceição da Cruz e o camisa 16 Edenilson França saíram no tapa. No momento da briga, policiais militares acompanhavam a partida na porta de entrada do ginásio João Scheffer. No entanto, não chegaram a entrar em quadra pois o tumulto foi contido pelos próprios atletas do Misto. Alguns deles chegaram a pedir para os brigões deixaram a partida, mas nem precisou. Na volta do intervalo, o juiz Diego Luciano de Oliveira expulsou técnico e jogador diante de aplausos de um bom público que acompanhava a partida. A troca de socos ocorreu em frente ao juiz. Em súmula, ele diz que vai mencionar as vias de fato dos dois atletas e caberá ao município, com o documento em mãos, qualquer outra medida. “Isso é uma coisa que a gente não pode pode admitir dentro do espaço esportivo. É um momento de recreação e integração das pessoas, com crianças aqui assistindo. Será relatado em súmula que houve essa agressão entre ambas as partes e ai o município vai decidir o que vai fazer”, explica.

>> Confira como foi a rodada

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio