Três acusados de matarem homem no Zantão são identificados

Trabalho conjunto entre as polícias Civil e Militar resultou no pedido de prisão preventiva dos três suspeitos

Três acusados de matarem homem no Zantão são identificados

Trabalho conjunto entre as polícias Civil e Militar resultou no pedido de prisão preventiva dos três suspeitos

Os três acusados de matarem Laionel Cristiano Theiss, 25 anos, na manhã desta sexta-feira, 8, na rua ZT-006, no Zantão, foram identificados pela Polícia Civil. Nas investigações durante todo o dia, o delegado de plantão, Ricardo Marcelo Casarolli, colheu depoimentos da família da vítima.

Em um trabalho de coordenação entre as polícias Civil e Militar foi possível então chegar ao nome dos três suspeitos que, inclusive, foram reconhecidos por fotografia pelo irmão de Laionel. “Eles eram do mesmo convívio, consumiam drogas juntos, entre outras coisas. Então diante das informações, representei pela prisão preventiva dos três e agora dependemos do posicionamento do Poder Judiciário”, informa o delegado.

A motivação do crime, segundo o delegado, foi por conta de uma negociação de uma motocicleta pertencente ao irmão da vítima. Pelo depoimento colhido, o autor do crime teria comprado o veículo por R$ 1,5 mil, mas ficou devendo R$ 500. Com isso, o irmão de Laionel foi na noite de quinta-feira, 7, na residência do autor, que não estava em casa, apenas a esposa, e pegou o veículo de volta.

Na manhã desta sexta-feira, o autor foi na casa da vítima, junto com outros dois homens, onde ocorreu uma discussão. O irmão da vítima conseguiu fugir, mas Laionel foi atingido com um tiro no pescoço e morreu no local.

Além do desentendimento por conta da motocicleta, o delegado acredita que deve haver sim algum atrito por conta de drogas entre os envolvidos. “Mas, inicialmente, foi isso que nos foi passado pelo irmão e mãe da vítima e por essas provas testemunhais representamos contra os três suspeitos”, diz.

O delegado espera que até o fim de semana, com o deferimento do pedido dos mandados de prisão, os três acusados sejam presos.

Incêndio ao veículo
Os três criminosos chegaram à residência da vítima em um Chevette vermelho. Após cometerem o crime, eles fugiram no mesmo veículo, mas poucos metros à frente, incendiaram o veículo.

“Essa é uma questão que ainda não consegui entender, porque o veículo está em nome de outra pessoa e não possuía registro de furto ou roubo”, comenta o delegado.

Apesar do crime ter ocorrido por conta da motocicleta, o delegado informa que após o homicídio os três suspeitos fugiram sem levar o veículo em questão.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio