O Tubarão, que se orgulha de ser o primeiro clube “startup” do Brasil, teve um belo desempenho no campeonato do ano passado: um honroso sexto lugar, com um ponto a menos que os rebaixados Almirante Barroso e Metropolitano, é verdade, mas teve ainda o artilheiro da competição: o veterano colombiano Wason Rentería, ao lado de Jonatas Belusso, do Brusque, com 11 gols. Em dezembro, o Peixe ainda conquistou a Copa Santa Catarina sobre o quadricolor.

Com a Copa do Brasil e a Série D à vista em 2018, o Tubarão quer continuar surpreendendo. Para isso, trouxe seis reforços, entre eles o meia Daniel Costa, que participou da campanha satisfatória no Catarinense em 2017, e renovou com o goleiro Gabriel, de apenas 20 anos, até 2019. Ele está emprestado pelo Grêmio, e foi peça fundamental na conquista da Copa Santa Catarina. A principal despedida foi a do lateral Borges, vendido ao Hammarby, da Suécia, na primeira transferência internacional do clube.

O Tubarão realizou duas partidas de preparação para a temporada: na primeira, perdeu por 4 a 3 para o Caxias em jogo-treino realizado fora de casa. Na segunda, nova derrota, desta vez para a Chapecoense, por 3×2 em amistoso na Arena Condá.

A estreia do Tubarão já é logo de cara no clássico contra o Hercílio Luz, nesta quarta-feira, 17, às 20h30, no estádio do Leão do Sul, o Aníbal Torres Costa.

Jogos contra o Brusque:

6ª rodada – 04/02 – 17h
Tubarão x Brusque
Domingos González

15ª rodada – 21/03 – 20h30
Brusque x Tubarão
Augusto Bauer


Deixe uma resposta