Unimed Brusque orienta pais sobre limites e estímulo à linguagem dos filhos

Oficina integra o Programa Filhos que proporciona atividades específicas desde a gestação até a primeira infância

Unimed Brusque orienta pais sobre limites e estímulo à linguagem dos filhos

Oficina integra o Programa Filhos que proporciona atividades específicas desde a gestação até a primeira infância

Quando é a hora certa de começar a dizer não e impor limites ao seu filho? E como é possível ajudá-lo na estimulação de sua linguagem, para ele desenvolver a fala da melhor forma? Essas foram algumas das questões e dúvidas esclarecidas durante a Oficina de Limites e Linguagem, oferecida pela Unimed Brusque no dia 27 de julho.

O evento contou com a participação de 12 pais e mães, que buscaram conhecer melhor os temas para garantir melhor qualidade de vida e desenvolvimento a seus filhos.

A primeira parte da Oficina foi sobre Linguagem e contou com as orientações da fonoaudióloga Larissa Mari Padilha Dalbosco. A partir de um ano e meio as crianças já produzem as primeiras palavras e para isso, é necessário que os pais fiquem atentos os primeiros sons da fala para identificar se há alguma dificuldade da criança durante o processo.

“É importante os pais terem noção do desenvolvimento dos filhos e estarem atentos à intenção da criança em se comunicar, se ela compreende, se ela produz alguns sons característicos da fase, a quantidade de palavras que ela fala nessa faixa etária, entre outros aspectos”, comentou a fonoaudióloga.

Temas como a importância do papel da família no estímulo e interação da linguagem da criança através de conversas em situações naturais do dia a dia; orientações aos pais como estimularem a fala em todas as faixas etárias dos pequenos – desde os primeiros meses de vida até os primeiros anos; e a necessidade de incentivar as crianças a reproduzirem sons e imitar gestos também fizeram parte do evento. “As crianças são nossos espelhos. E o estímulo para eles se desenvolverem da melhor forma depende da conduta dos pais”, completou Larissa.

Limitar é preciso
Durante o segundo momento do encontro, a psicóloga Rosangela Ribeiro de Souza abordou a importância dos limites para o desenvolvimento da criança. Segundo ela, os pais têm um papel essencial no dia a dia dos filhos, já que são eles responsáveis pela formação das crianças, por isso a imposição de limites é tão necessária, desde os primeiros dias de vida dos bebês.

“Os pais tem que ter consciência em sempre fazer uma organização psicológica e do lar. Ou seja: manter uma rotina, horário de alimentação, de banho, entre outros, são necessários para que a criança se desenvolva de forma saudável”, comenta, já que com o tempo, os horários e hábitos geraram na criança tranquilidade e segurança, e ela se acostuma a esses limites e se mantém equilibradas emocionalmente.

De acordo com a psicóloga, com o desenvolvimento da criança, também é necessário os pais imporem ainda mais os limites, como usar falas diretas, com poucas palavras e orientar a criança a ter paciência e responsabilidades, assim como dar apoio e encorajamento aos filhos.

Segurança aos pais
Entre os que não perderam a oportunidade de receber informações das profissionais da Unimed Brusque estava Lislaine Bussolo Mendes. Mãe do pequeno e sorridente Ian, de sete meses, ela veio de Nova Trento para participar das oficinas “São informações que a gente até ouve, lê na internet, mas é sempre bom ter dos especialistas. Temos muitas dúvidas e a Unimed proporcionando esses esclarecimentos, o que é fantástico”, avaliou ela.

Ideia Comunicação/Divulgação

Moradora do bairro Santa Rita, a vendedora Maiara Hausmann também não perdeu a oportunidade. Mãe do pequeno Adam, de nove meses, ela aproveitou o encontro para esclarecer diversas dúvidas e também trocar experiências com outros pais.

A Oficina de Limites encerra o ciclo que iniciou no Curso de Gestantes; Oficina de Shantala; e Oficina de Nutrição. Ao completar toda a proposta, os bebês recebem o seu primeiro certificado. As Oficinas integram o Programa Filhos, da Unimed Brusque, que proporcionam atividades específicas desde a gestação até a primeira infância.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio