Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

Vai começar

Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

Vai começar

Rodrigo Santos

O Brusque estreia na próxima quarta no Campeonato Catarinense com uma certa incerteza.

Se no ano passado (quando o time escapou do rebaixamento na última rodada) aconteceu o maior investimento da história do clube, que acabou não rendendo, em 2019 o time vai para a disputa ainda com elenco incompleto, sem grandes nomes, com parte de uma base construída no título da Copa Santa Catarina.

Afinal, o setor de meio-campo foi desconstituído e a diretoria enfrentou dificuldades grandes no mercado. Faltam peças no setor de armação e o momento é totalmente desfavorável no mercado, uma vez que os atletas de qualidade, que podem fazer a diferença, já estão contratados, e o clube perdeu o bonde.

Tanto é que apenas um jogador desse setor foi anunciado, Clebinho, de atuação discreta em 2012, quando o time foi rebaixado, e que fez apenas 13 partidas em toda a temporada de 2018, sendo a última delas em abril. O trabalho da pré-temporada será testado a partir da estreia contra o Joinville, time que passou por uma profunda renovação, e na rodada seguinte contra o Hercílio, outro time que apostou em uma base da Copinha para o Estadual.

Mesmo com cerca de R$ 1,3 milhão garantidos para a temporada, sem considerar patrocínios e bilheteria (R$ 500 mil da Copa do Brasil, R$ 250 mil do televisionamento do estadual e outros R$ 540 mil que entrarão no meio do ano da negociação de Jorginho do Napoli para o Chelsea), o Bruscão não investiu muito para este campeonato catarinense.

Menos mal que adversários diretos, como o próprio JEC, Hercílio Luz, Metropolitano e Marcílio Dias, também não fizeram grande investimento. O título da Copa Santa Catarina não pode servir de parâmetro para um campeonato muito mais forte. Todos sabiam que era necessário qualificar mais o time.

Torceremos muito para que Paulo Baier, que tem pela frente o mais importante desafio da sua curta carreira como técnico, tenha toda a felicidade do mundo em sua caminhada no Bruscão.

Terá pela frente um campeonato pesado, sem muito espaço para descanso, e com um jogo no meio contra o Atlético Goianiense que poderá render mais importantes R$ 600 mil aos cofres do clube. A caminhada começa em casa. Que o resultado lá no final seja o melhor possível, com uma boa base montada para um desafio ainda maior, que é o Brasileirão da Série D.


TV
Começam hoje as vendas dos pacotes de transmissão do Campeonato Catarinense por meio do FCPlay, plataforma pela internet que vai acompanhar todos os jogos. Parte da arrecadação vai para os clubes, através da participação dos assinantes que apontarem o Brusque como “clube de coração”. O pacote completo será vendido a R$ 99,90. Quem quiser comprar um jogo avulso, pagará R$ 39,90. A Associação de Clubes firmou parceria com a N Sports, empresa de comunicação vinculada à Netshoes, para a produção do conteúdo.


Horário
As transmissões forçaram alterações na tabela do campeonato. Tanto é que o Brusque enfrentará o JEC no incomum horário das 19h de quarta-feira, e na rodada seguinte pegará o Hercílio Luz na noite do próximo sábado.


Vaquinha
Mais um dos times em situação financeira complicada, o Marcílio Dias jogou limpo com a torcida e fez o apelo nas redes sociais: está organizando um Carreteiro neste final de semana com o objetivo de arrumar dinheiro para pagar a viagem do time para enfrentar a Chapecoense, no Oeste, na próxima quinta.


Favorito
Com um orçamento previsto de R$ 50 milhões apenas para o futebol na temporada 2019, a Chapecoense é ampla favorita para conquistar o título estadual. Tem o maior e melhor plantel e ainda conta com o fato de Figueirense e Avaí, os principais adversários, terem reduzido substancialmente os investimentos para “guardar” dinheiro para o Brasileirão. Um time que merece atenção é o Criciúma, que montou um elenco bem interessante e trouxe o técnico Doriva, ex-Vasco e São Paulo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio