Conteúdo exclusivo para assinantes

Vandalismo leva ao fechamento do acesso ao segundo piso da rodoviária nas madrugadas

Medida é valida entre 23h e 5h e inclui o desligamento da iluminação da parte superior

Vandalismo leva ao fechamento do acesso ao segundo piso da rodoviária nas madrugadas

Medida é valida entre 23h e 5h e inclui o desligamento da iluminação da parte superior

Os recorrentes casos de vandalismo no segundo piso da rodoviária de Brusque e a possibilidade de economia levaram a mudanças no acesso e iluminação do local. Desde o último fim de semana, os portões que dão acesso ao local ficam fechados entre 23h e 5h. No período, as luzes do andar também são apagadas. A equipe de segurança da rodoviária fará o controle da circulação do espaço.

Com a medida, o coordenador da rodoviária, Eliseu Müller Júnior, espera reduzir os custos com a manutenção do banheiro. No início desta semana, exemplifica, apenas um dos sanitários do espaço masculino estava em operação. “Estamos implantando algumas regras para preservar o espaço público. As pessoas entravam aqui até as 5h e quebravam tudo”.

No pavimento funcionam salas comerciais e a sede de uma associação assistencial. Mesmo sem serviços em operação durante a noite, o local costumava ter a circulação de pessoas no período. Entre os atos de vandalismo recorrentes estavam o entupimento e a quebra das tampas dos vasos sanitários. Casos de furto de parte da tubulação, papel higiênico e até flagras de prostituição são relatados pelo gestor.

O horário para a limitação acompanha o intervalo entre o cronograma de saída do último ônibus e a chegada dos primeiros veículos na rodoviária. Antes da medida, Júnior havia tentado desestimular a permanência de pessoas no local com a suspensão da rede de internet sem fio após as 22h.

No último fim de semana, um equívoco no desligamento de disjuntores do prédio deixou todo o terminal às escuras. A situação gerou críticas de taxistas do entorno e foi classificado como um caso isolado pelo coordenador. De acordo com ele, a iluminação do térreo e entorno serão mantidos.

Medida positiva
Na avaliação do comandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque, major Heintje Heerdt, a medida contribui para a segurança do entorno. “A rodoviária está em um ponto fora das áreas de grande circulação natural de pessoas e isso acaba atraindo estas situações”. Além da localização, o horário de funcionamento é um agravante.

A área não é considerada de insegurança pelo comandante e seu entorno recebe o monitoramento habitual, como outros pontos do município. Em 12 meses, cinco ocorrências foram registradas nas proximidades da rodoviária. Entre elas, uma foi por um caso de furto e três por pessoas flagradas com posse de drogas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio