Vara Criminal de Brusque realiza audiência com presos da Operação Opus

Denunciados são suspeitos de integrarem organização criminosa

Vara Criminal de Brusque realiza audiência com presos da Operação Opus

Denunciados são suspeitos de integrarem organização criminosa

A Vara Criminal de Brusque realiza na tarde desta segunda-feira, 26, audiência de instrução de 17 presos na Operação Opus, de agosto do ano passado. Cerca de 100 testemunhas serão ouvidas. Os denunciados são suspeitos de integrarem organização criminosa.

Um forte aparato de segurança foi montado no local ainda pela manhã, já que a situação é considerada atípica. Para entrar no Fórum, é necessário passar por revistas e identificar-se.

“É o início do julgamento dos investigados que foram presos na operação. As testemunhas serão ouvidas, os réus serão ouvidos e serão apresentadas parte da defesas. Hoje é propriamente começa o processo judicial de decisão em relação a esses investigados”, explica o delegado Alex Bonfim Reis, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Brusque.

Reis avalia que a tramitação do caso ocorreu de forma rápida no Judiciário. “Considerando o tamanho da operação, de pessoas envolvidas e todo o processo a ser realizado, foi uma tramitação célere. Se tudo transcorrer na sua naturalidade a sentença não vai demorar a ser apresentada”, afirma.

O delegado afirma que a Operação Opus refletiu na melhoria dos índices de criminalidade de Brusque. “Após a operação, o índice caiu na cidade, isso refletiu em uma série de outros delitos. Hoje o foco da Polícia Civil é o combate a essas organizações. A gente entende que isso repercute de forma muito positiva pra toda sociedade”.

Boatos no WhatsApp
A Polícia Militar de Brusque esclarece que não há orientação para evitar circulação no entorno do Fórum, como informam mensagens que circulam no WhatsApp.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio