Evento já consolidado, a Fairtec movimenta a economia de Brusque como um todo. Além da construção civil, empresas ligadas aos setores de gastronomia, hotelaria, compras e serviços em geral ganham visibilidade.

O presidente do Brusque Conventions & Visitors Bureau, Ademir José Pereira, avalia que o evento é vitrine para produtos e serviços do município. “Além de visitar a feira, o público pode almoçar, tomar um chope, saborear um café da tarde com cuca, usufruir dos hotéis e fazer compras em nossas lojas”.

No entanto, a maior beneficiada é a cadeia ligada diretamente à construção civil, que vai muito além dos imóveis. “Uma série de produtos estão à disposição do público, e isso é muito relevante, pois o cliente que está interessado em comprar um novo imóvel, precisa decorá-lo e mobiliá-lo e isso impacta em outros setores”.

O presidente da Associação Empresarial de Brusque (Acibr), Halisson Habitzreuter, avalia que o evento funciona “como um organismo amplo”, incrementando vários segmentos. “Por Brusque ter uma característica multissetorial, a feira traz muitos benefícios para vários setores produtivos”.

O vice-prefeito de Brusque, Ari Vequi, destaca que a feira vai além dos limites do município, pois atrai empresas e pessoas até mesmo de fora de Santa Catarina. “É um evento de suma importância, que traz um público diferenciado. Brusque está na vitrine e tem a oportunidade de mostrar todo o seu potencial”.

Evento já consolidado, a Fairtec movimenta a economia de Brusque como um todo. Além da construção civil, empresas ligadas aos setores de gastronomia, hotelaria, compras e serviços em geral ganham
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês