Vendedores utilizam nome do Hospital Azambuja para aplicar golpe

O golpe estava sendo aplicado nas residências e comércios do Centro da cidade

Vendedores utilizam nome do Hospital Azambuja para aplicar golpe

O golpe estava sendo aplicado nas residências e comércios do Centro da cidade

Uma falsa contribuição para ajudar o Hospital Azambuja está circulando pela cidade desde ontem. O administrador da entidade, Fabiano Amorim, conta que uma funcionária recebeu a visita de uma pessoa que vendia objetos religiosos em nome do hospital.

O golpe estava sendo aplicado nas residências e comércios do Centro da cidade, mas Amorim teme que eles possam passar em outros bairros. Segundo o administrador, durante a venda dos objetos: CDs, rosários, livros e escapulários, o golpista afirma que com a compra, a pessoa estará ajudando o hospital.

Porém, Amorim alerta para o golpe, pois o hospital não realiza esse tipo de campanha. “Quando fizemos alguma ação, primeiro noticiamos nos meios de comunicação, para que as pessoas saibam que está, de fato, acontecendo”.

Até o momento a instituição não havia registrado boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil. Mas, caso recebam mais reclamações de pessoas visitadas pelos golpistas, levarão o caso para a polícia investigar.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio