Conteúdo exclusivo para assinantes

Vereador propõe criação de programa de xadrez nas escolas da rede municipal

Proposta de Gerson Luiz Morelli, o Keka (PSB) foi encaminhada para apreciação da Prefeitura de Brusque

Vereador propõe criação de programa de xadrez nas escolas da rede municipal

Proposta de Gerson Luiz Morelli, o Keka (PSB) foi encaminhada para apreciação da Prefeitura de Brusque

O vereador Gerson Luiz Morelli, o Keka (PSB), apresentou à Prefeitura de Brusque um anteprojeto de lei que institui no município o Programa de Incentivo à Aprendizagem de Xadrez, a ser aplicado nas escolas da rede municipal de ensino.

O parlamentar decidiu apresentar a proposta como anteprojeto, e não como projeto de lei, porque trata-de de uma matéria de competência privativa do chefe do Executivo, já que vereadores não podem criar leis que gerem custos à prefeitura. Agora, cabe ao governo decidir se acata ou não a proposta.

Conforme Keka, a ideia de propor a criação do programa tem como base uma iniciativa já aplicada no Colégio Cônsul Carlos Renaux, onde ele atua profissionalmente como professor.

Segundo ele, o objetivo é institucionalizar a prática do xadrez nas escolas, o que, na visão do vereador, traria inúmeros benefícios.

“Trata-se de uma prática que ajuda na escola, envolve raciocínio lógico, concentração, memória, desenvolve as habilidades cognitivas”, justifica.

Keka informa que ainda pretende se reunir com a Secretaria de Educação para debater a implantação da proposta, mas já tem uma ideia inicial, a qual sugeriu ao governo.

Pelo projeto proposto, as aulas seriam inseridas nas séries iniciais, no primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental. Ele explica que inicialmente o ensino do xadrez ocorreria em sala de aula e, posteriormente, os alunos que demonstrarem interesse poderão praticá-lo no contraturno escolar.

O vereador também garante que, se a prefeitura decidir acatar a sugestão, haverá quem a apoie.

Segundo ele, o Clube de Xadrez de Brusque, que faz um trabalho social com cerca de 200 crianças, já foi consultado sobre a proposta, e demonstrou interesse em apoiar a implantação do projeto na rede municipal.

O autor da proposta avalia que, atualmente, as discussões sobre a melhoria da qualidade da educação pública são constantes, e que a prática do xadrez seria uma boa alternativa para melhorar o rendimento escolar dos alunos.

“O xadrez é um excelente exercício para o cérebro, exige muito, a pessoa adquire um senso prático de organização e concentração, trabalha o planejamento e a disciplina das crianças”, afirma.

“Nas escolas do primeiro mundo o xadrez já é praticado há décadas, os alunos melhoram muito. Se fala muito da melhoria da qualidade do ensino na escola pública, e acho que o xadrez poderia dar essa contribuição”, conclui.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio