Vereador quer incluir disciplina de Cidadania e Ética nas escolas de Brusque

Ivan Martins apresentou anteprojeto, que deve ser discutido na próxima sessão

Vereador quer incluir disciplina de Cidadania e Ética nas escolas de Brusque

Ivan Martins apresentou anteprojeto, que deve ser discutido na próxima sessão

O vereador Ivan Martins apresentou um anteprojeto na Câmara Municipal para que o ensino de Ética e Cidadania seja incluído no conteúdo letivo da rede municipal de educação. Esse tipo de projeto virou uma tendência em várias cidades do país, com o clima de acirramento político que existe atualmente.

Segundo a assessoria da Câmara, o anteprojeto foi apresentado e seria discutido na última sessão. Mas por falta de tempo ficou para a próxima reunião. Trata-se de um anteprojeto, ou seja, ele será discutido em plenário e remetido à prefeitura, que irá apresentá-lo oficialmente, se tiver interesse.

Martins afirma que a ideia de apresentar o anteprojeto surgiu de uma análise feita por ele sobre o momento atual que o Brasil atravessa. “Estamos passando por uma crise muito forte no país, o que temos visto é falta de patriotismo, de amor à pátria e de respeito”.

Para o vereador, a inclusão do conteúdo de Cidadania e Ética nas disciplinas de Estudos Sociais e de História é uma maneira de incutir os “valores” nas novas gerações. Martins considera que a educação precisa voltar ao passado, quando havia a matéria de Organização Social e Política do Brasil (OSPB).

A lei
O texto da lei diz que “o ensino de cidadania e ética deverá integrar as disciplinas do ensino fundamental da rede municipal de ensino público e particular, de forma sistemática e permanente, como conteúdo curricular e não como disciplina”.

A lei também prevê o ensino de valores éticos de compromisso com o coletivo, com base no respeitos às diferenças culturais de gênero e classe social.

Noutro artigo, diz que a lei tem o objeto de preparar “o cidadão para o exercício de suas atividades cívicas com fundamento na moral, no patriotismo e na ação construtiva visando o bem comum”.

Tendência nacional
Esse tipo de projeto de lei virou tendência no país. Em Canoinhas, no Planalto Norte catarinense, um vereador do PR apresentou matéria similar, assim como em Cuiabá (MT) e Fortaleza (CE), entre outras cidades.