Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Vereadores de Guabiruba deverão aprovar lei que foi derrubada pelos de Brusque

Página 3

Bastidores da política e do judiciário, opiniões e críticas sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro dos impostos pagos pelo cidadão

Vereadores de Guabiruba deverão aprovar lei que foi derrubada pelos de Brusque

Página 3

Caminho da moralidade
Ao contrário de parte dos vereadores de Brusque, os de Guabiruba, ao que parece, têm intenção em seguir o caminho da moralidade, e discutir e aprovar projeto de lei que proíbe que parlamentares eleitos licenciem-se do mandato para assumir cargo de confiança no poder Executivo. O projeto sequer tramitou, mas as sondagens feitas por O Município indicam que será aprovado sem muitos problemas. Além disso, lá o prefeito não fica em cima do muro, e apoia publicamente a iniciativa. Para uns, o caminho correto é mais fácil do que para outros, que preferem a sinuosidade das justificativas esfarrapadas.


Pedido de informações
Os vereadores guabirubenses Haliton Kormann, Harri Westarb, Jaime Nuss e Vilmar Gums, todos de oposição ao governo Matias Kohler, apresentaram pedido de informação ao governo para que apresente um relatório completo das atividades do Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal (SIM), a partir de janeiro de 2013 a maio de 2017. O pedido vem logo após a operação do Ministério Público que encontrou irregularidades em abatedouro do secretário de agricultura, Moacir Boos.


Discussão do orçamento
Proposta pelo deputado estadual Marcos Vieira (PSDB) e aprovada por unanimidade na Comissão de Finanças e Tributação, será realizada pela Assembleia Legislativa uma audiência para debater o orçamento regionalizado, uma das maiores balelas da história da política catarinense. Hoje, trabalha-se para que as prioridades debatidas nas regiões tornem-se impositivas, ou seja, que o governo seja obrigado a executar.

Única saída
Isso é visto como única saída para que o orçamento regionalizado deixe de ser a mentira que é hoje. Todo ano, a classe política se mobiliza para eleger obras que o governo deve priorizar na hora de destinar o orçamento, e nada nunca é cumprido. Pelo contrário, o governo segue critérios políticos e não transparentes para determinar o que será e o que não será feito.


Quebra de sigilo
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta semana a quebra de sigilo telefônico do governador Raimundo Colombo. Essa autorização servirá para instruir a investigação sobre pedido de doação em caixa 2 para sua campanha ao governo do estado, conforme delação premiada de executivos da Odebrecht. Em nota, o governador informou que apoia a decisão e que ela é uma forma de esclarecer os fatos.

Três anos
O STJ decidiu que a quebra do sigilo telefônico é válida pelo período de 1º de junho de 2012 a 28 de fevereiro de 2015. Além do governador, o ex-secretário da Fazenda Antônio Gavazzoni, que demitiu-se recentemente ao ser citado também na delação da JBS, e o ex-secretário de Comunicação Ênio Branco terão o sigilo telefônico levantado pelo STJ.


Retomada do julgamento
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retoma hoje o julgamento da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, por suposto abuso do poder político e econômico durante a eleição presidencial de 2014. O julgamento é bastante aguardado pois é o caminho mais curto para apear do poder o presidente Michel Temer, envolvido até o pescoço na sujeira da JBS.

Pedido de vista
O julgamento inicia as 19 horas de hoje e deve se estender por mais quatro sessões. Em maio, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, definiu quatro sessões plenárias exclusivas – nos dias 6, 7 e 8 de junho – para o julgamento da ação. Além das sessões dos dias 6 e 7 de junho, no dia 8 de junho haverá duas sessões, às 9h e às 19h. Das quatro sessões definidas, duas serão extraordinárias (quarta, pela manhã, e quinta-feira à noite). No entanto, o julgamento poderá ser interrompido se houver um pedido de vistas, o que está sendo fortemente cogitado nos bastidores.


Reformas na escola
A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque divulgou no diário oficial do estado que a empresa WDF Serviços foi a vencedora da licitação para executar reformas na escola Padre João Stolte, em Botuverá. O projeto contempla revestimentos, instalações elétricas, instalações hidrossanitárias e instalações preventivas de incêndio. O valor acertado é R$ 145.765,13.


Abono salarial
Termina no dia 30 deste mês o prazo para o saque do abono salarial cujo ano base é 2015. Segundo o Ministério do Trabalho, até ontem, mais de 1,8 milhão de trabalhadores ainda não retiraram o benefício. O número representa 7,58% dos 24,2 milhões de pessoas com direito ao saque e equivale a R$ 1,2 bilhão que não foram retirados. No total, já foram liberados R$ 15,7 bilhões. Os trabalhadores podem consultar o site do ministério para saber se têm recursos disponíveis. O abono está sendo pago a quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2015 e teve remuneração média de até dois salários mínimos.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio