Vigilância Epidemiológica orienta sobre utilização de vasos nos cemitérios

Órgão intensifica ações de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue

Vigilância Epidemiológica orienta sobre utilização de vasos nos cemitérios

Órgão intensifica ações de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue

As visitas aos cemitérios da cidade se tornam mais frequentes nesta semana com a proximidade do Dia dos Finados, celebrado neste sábado, 2 de novembro. Por isso, o Programa de Controle da Dengue está intensificando o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença, que encontra nos vasos de plantas um ambiente propício para sua proliferação.

Leia também

A intenção do departamento de Vigilância Epidemiológica é reforçar a ações do Programa de Controle da Dengue também após a data, garantindo que não haja objetos com água parada próximos aos túmulos. Segundo a coordenadora do órgão, Fernanda Lippert, as ações acontecem durante todo o ano, mas nesse período requerem maior atenção.

A legislação determina que todos os cemitérios devam estar preparados para prevenir a proliferação dos mosquitos, principalmente, do mosquito Aedes aegypti. O texto recomenda que sepulturas, túmulos e monumentos funerários tenham somente vasos ou outros de recipientes furados ou preenchidos com areia para não acumularem água. A população também deve evitar deixar embalagens, sobras de materiais como flores ou arranjos de plástico e outros objetos que acumulem água ao redor dos túmulos.


Secretaria de Comunicação Social – Prefeitura de Brusque
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio