Aos 81 anos, Euwaldo Venske atua ativamente como voluntário da Igreja Evangélica de Confissão Luterana de Brusque. Ao lado da esposa, Dulce Popper Venske, ele vive para contribuir com a igreja, da qual se orgulha muito.

Atualmente, ele coordena o grupo de estudo bíblico da paróquia Bom Pastor, reunindo as famílias para aprender um pouco mais da palavra de Deus. “É um trabalho primordial da nossa igreja. Vou nos bairros, convido as famílias e nos reunimos em alguma casa para fazer as leituras, cantar e fazer orações”, diz.

Desde o fim dos anos 60, que a família Venske ajuda na igreja. Seu Euwaldo participou do coral da igreja por 37 anos e também auxiliou no culto infantil por mais de 30 anos.

Euwaldo Venske é voluntário na igreja luterana desde o início da década de 70 | Foto: Bárbara Sales

Com a idade, reduziu o número de funções, mas ainda assim, continua bastante ativo. Além do estudo bíblico, também participa do grupo de terceira idade da paróquia.

O voluntariado na igreja iniciou porque seu Euwaldo sempre teve vontade de ajudar. “Eu era participante, mas sempre queria algo a mais. E o trabalho na igreja despertou isso. Comecei e não consegui parar. Para mim, é um grande prazer poder servir a minha igreja. Tive esse chamado de Deus e busco cumprir”.

A família Löschner também é conhecida por contribuir com a igreja luterana de Brusque. Félix Löschner é o atual presidente da paróquia Martim Lutero, no Bateas, e sua esposa, Márcia Teresinha Bartel Löschner atua como secretária da paróquia.

Desde criança, os dois estão envolvidos com a igreja, a mãe de Félix, Hedwiges Löschner, foi uma das fundadoras da comunidade do Bateas e, por isso, a família sempre esteve à frente do trabalho na igreja. “Nossa família está envolvida diretamente na comunidade”, diz Márcia.

Ela lembra que ainda criança, acompanhava a mãe nas festas e no trabalho realizado para a igreja. “O Félix também foi criado dentro da igreja, e por isso, tomamos muito gosto e estamos sempre fazendo parte de alguma coisa. Para nós, é muito bom estar envolvidos com a comunidade”.

O pastor Edélcio Tetzner, da paróquia Bom Pastor, destaca a vocação voluntária dos luteranos.

“A igreja luterana tem um potencial voluntário muito grande, não conseguimos numerar quantas pessoas servem a essa igreja, a Jesus. Se não fosse pela força dessas pessoas, não teríamos toda essa estrutura. Sempre quando falamos em igreja, lembramos dos nossos membros, em especial aqueles que contribuem de forma voluntária”.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980