Votação do fim do recesso parlamentar é adiada pelos vereadores

Projeto vai para análise da Comissão Especial que está revisando o regimento interno da Casa

Votação do fim do recesso parlamentar é adiada pelos vereadores

Projeto vai para análise da Comissão Especial que está revisando o regimento interno da Casa

Presente na pauta da sessão desta terça-feira, 18, o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município para extinguir o recesso parlamentar entre os 17 a 31 de julho, teve sua votação adiada mais uma vez.

O líder do governo, Alessandro Simas (PSD), fez um requerimento solicitando que o projeto vá para a análise da Comissão Especial que está fazendo a reformulação do Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Brusque, antes de ser votado.

A intenção do vereador é que a comissão dê um parecer sobre o projeto e, só então, ele volte à pauta de votações.

O vereador Ivan Martins (PSD) foi o único que votou contra o requerimento de Simas, já que, no seu entendimento, o projeto é antigo e já passou pela avaliação das comissões técnicas.

Com o voto vencido de Martins, o requerimento foi aprovado e só voltará a pauta de votação após o parecer da Comissão Especial do regimento interno.

O fim do recesso de meio de ano na Câmara de Brusque foi proposto no ano passado, pelo vereador Ivan Martins (PSD), e subscrito por Deivis da Silva (PMDB), Jean Pirola (PP)  e Waldir da Silva Neto (DEM).

O projeto estipula que as sessões da Câmara de Brusque ocorrerão ininterruptamente entre 1º de fevereiro e 22 de dezembro.

Prestes a completar um ano tramitando, a votação do projeto já foi alvo de cobranças do Observatório Social de Brusque e outras entidades. Na visão deles, o projeto poderia ter sido votado no primeiro semestre deste ano, extinguindo o recesso que aconteceu no meio deste ano.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio