Walendowsky estreia no Qualifying de Wimbledon, mas é derrotado por sueco e dá adeus à competição

Brusquense perdeu por 2 sets a 0 para o europeu Daniel Windhal

Walendowsky estreia no Qualifying de Wimbledon, mas é derrotado por sueco e dá adeus à competição

Brusquense perdeu por 2 sets a 0 para o europeu Daniel Windhal

O sonho do brusquense João Vitor Walendowsky/Fila/HeaD/Solico parou no sueco Daniel Windhal. Em uma das principais partidas da carreira, o tenista entrou em quadra nesta quinta-feira, 27 de junho, pelo Qualifying de Wimbledon, categoria até 18 anos, mas foi derrotado por 2 sets a 0 e deu adeus à competição após parciais de 6×0 e 6×4.

Além de Walendowsky, outros dois brasileiros que disputaram a fase foram eliminados logo na estreia. O mineiro João Menezes perdeu para o argentino Francisco Bahamonde, e o gaúcho Rafael Matos parou no duelo contra o australiano Jay Andrijic.

Outros três brasileiros estreiam segunda-feira, 1º de julho, na fase principal da categoria. Marcelo Zormann, Beatriz Haddad Maia e Carolina Meligeni Alves. 

Temporada

Walendowsky chegou ao Qualifying de Wimbledon depois de uma maratona de jogos em diversos países da América do Sul e Europa, o Grand Slam britânico era a oportunidade do brusquense, a um ano de se profissionalizar, conseguir espaço entre os principais nomes brasileiros do esporte.

Ele conseguiu a vaga na competição depois de terminar na 79º posição no ranking ITF da categoria. A pontuação foi obtida após disputas em vários países. “Foi uma temporada dura, com vários torneios consecutivos fora do Brasil, toda semana em um lugar diferente”, comenta.

Um dos principais resultados do atleta no ano foi a semifinal de simples e o título em dupla do ITF Grupo 1, em Barranquila, na Colômbia. Walendowsky também chegou nas quartas de final no torneio de Offenbach, na Alemanha.

O brusquense faturou este ano o Campeonato Sul-americano de duplas com o também brasileiro Gabriel Hocevar. Eles venceram na final os chilenos Guilhermo Nunes e Nicolas Jarry. Os brasileiros foram vice-campeões no mesmo país pela Copa Condor de Plata. Saíram derrotados na decisão pelo colombiano Luiz Valero e o mexicano Gerardo Villasenor por 2 sets a 0. Parciais de 7×6 e 6×4.

Outro grande desempenho de Walendowsky foi no torneio juvenil Mediterranee Avenir, evento da categoria 18 anos de grau 1, disputado sobre o piso de saibro em Casablanca, no Marrocos. Ele foi vice-campeão de duplas ao lado do russo Artur Shakhnubaryan. 

Após a eliminação em Wimbledon, o tenista brusquense volta aos treinamentos para disputar um torneio G1 no Canadá. Posteriormente, o atleta joga o US Open, antes de começar a competir nos torneios profissionais.

Zebras tomam conta da competição

O Torneio de Wimbledon é a competição de tênis mais antiga do mundo. Este ano a disputa é marcada por diversas zebras. O primeiro favorito a cair foi o espanhol Rafael Nadal, que perdeu logo na estreia para o belga Steve Darcis, número 135 no ranking mundial. Bicampeão da competição, Nadal nunca havia sido eliminado na primeira rodada do torneio. Outro que foi surpreendido foi o suíço Roger Federer, número 3 do mundo. Ele deu adeus à competição após ser eliminado pelo ucraniano Sergiy Stakhovsky. 

As zebras também atacaram na disputa feminina. A favorita Maria Sharapova perdeu por 2 sets a 0 para a portuguesa Michelle Larcher de Brito, número 131 no ranking da WTA. Victoria Azarenka foi a última a abandonar a competição. A bielorrussa desistiu do torneio antes do duelo contra a italiana Flavia Pennetta.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio