Abel perde em casa para Bradesco pela Superliga B

Equipe visitante explorou altura das jogadoras e encaixou diversos bloqueios

Abel perde em casa para Bradesco pela Superliga B

Equipe visitante explorou altura das jogadoras e encaixou diversos bloqueios

Em sua quarta partida pela Superliga B de vôlei, a Abel/Havan/Brusque perdeu para Bradesco, jogando e casa, por três sets a um, com parciais de 26-28, 25-20, 17-25 e 16-25.

A partida foi realizada na noite deste sábado, 11, na Arena Brusque. Essa é a segunda derrota da equipe na competição, na qual acumula também duas vitórias.

A partida para a Abel começou tensa, com muitos erros na defesa, o que levou Bradesco a abrir uma boa vantagem.

O primeiro ponto, marcado pelo time visitante, foi bastante disputado, o que serviu como prévia do que seria o restante do set.

A equipe de Brusque sofreu para passar pelo eficiente bloqueio de Bradesco, o qual garantiu a maior parte dos pontos da equipe visitante.

A Abel conseguiu empatar o jogo em 20 a 20, e chegou a estar vencendo por 22 a 20, mas permitiu a reação. O set fechou em 28 a 26 para Bradesco.

Reação em quadra

No segundo set, a equipe de Brusque voltou mais ligada do que no primeiro e saiu na frente, ditando o ritmo do jogo, com atuação destacada na linha defensiva.

O diferencial foi um trabalho mais eficiente em recepção e contra-ataque. A Abel chegou a abrir sete pontos de vantagem, com um 15 a 8, entretanto, se desconcentrou e deixou Bradesco de aproximar a um perigoso 15 a 13.

O técnico Maurício Thomas, sentindo o momento delicado da equipe, pediu tempo para colocar a casa em ordem. Daí em diante, o time brusquense voltou para o jogo e fechou em 25 a 20, com um ponto de saque.

Resultado adverso

O terceiro set foi marcado pelo equilíbrio, com disputa ponto a ponto do início até quase o fim.

Do meio do set em diante, o trabalho defensivo das visitantes encaixou e dificultou a vida das atletas de Brusque, que tiveram dificuldade em virar as bolas no ataque. O resultado: Bradesco abriu vantagem em fechou em 25 a 17.

No último set da partida, a Abel de desconcentrou e viu Bradesco abrir 5 a 0. A equipe de Brusque ensaiou uma reação e chegou a reduzir essa diferença para dois pontos, mas as adversárias continuavam a dar trabalho na defesa, atenta à movimentação das atacantes brusquenses.

A diferença no placar se manteve até o fim, com a vitória das visitantes por 25 a 16.

Bloqueio fez diferença

Para o técnico Maurício Thomas, o bloqueio do Bradesco fez a diferença na partida.

“A gente sofreu muito com o bloqueio do time deles, é um time muito alto, com jogadoras da seleção brasileira sub-23, sub-18, sub-21, todas elas têm experiência de jogo internacional. Nosso time aina é muito novo, vamos trabalhar bastante”, afirma.

O técnico também avalia que, na partida deste sábado, a equipe teve dificuldade em rodar a bola, e ficou presa na marcação do adversário, o que fez com o que o jogo da Abel não fluísse como deveria.

“Marcaram bem a gente e a gente não soube sair da marcação. Vamos trabalhar para o próximo jogo”, afirma Thomas.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio